#ensaioBH: PubliUrbano BH

Quebra, arrebenta, destrói, modifica. Essa é a tônica da cidade.
Novo e antigo se misturam, entrelaçam, se completam.
Uma Belo Horizonte que muda visando a modernização, mas lutando com algumas forças restantes para preservar o que é importante.
Os espaços públicos de uma metrópole são um espelho quase cristalino do que é essa grande cidade.
E em uma civilização que faz uso cada vez menor desses espaços as praças se tornam um símbolo maior de resistência. Porém até mesmo esses locais estão se transformando, tornando cada vez maior a segregação e a exclusão.

Gabriel Amorim