3º Post de Publicidade na Produção e Curadoria de Festivais Culturais

Na tentativa de entender um pouco mais sobre curadoria, para além da perspectiva de um festival, mas conhecer um pouco da rotina diaria e do planejamento a longo prazo, decidimos conhecer um pouco mais sobre o cine Humberto Mauro, um dos espaços  culturais do Palácio das Artes.

Reconhecido como um dos mais importantes espaços culturais em Belo Horizonte, o Palácio das Artes integra o conjunto de espaços sob a tutela da Fundação Clovis Salgado (FCS). A Fundação Clovis Salgado (FCS) é o órgão cultural vinculado ao Governo de Minas Gerais, por meio da pasta da Secretaria de Estado de Cultura. Com o selo desta fundação encontramos manifestações culturais da ópera, teatro, artes visuais, cinema, música erudita e popular, dentre outras, por meio de seus corpos artísticos, a saber; Cia. de Dança Palácio das Artes, Coral Lírico de Minas Gerais e Orquestra Sinfônica de Minas Gerais.

Fig. 01 – Fachada do Palácio das Artes
A Fundação Clovis Salgado tem como objetivo fomentar criação, a formação, a produção e a difusão da arte e da cultura no Estado, o que de forma bem sucedida tem sido alcançado por meio de suas inúmeras atividades disponíveis, não apenas no Palácio das Artes, mas também nos demais espaços como a CâmeraSete – Casa da Fotografia de Minas Gerais e Serraria Souza Pinto.
O Palácio das Artes com um espaço para os amantes da sétima arte, o Cine Humberto Mauro, com capacidade para 130 pessoas, segundo informações do próprio site da Fundação Clovis Salgado, a sala leva nome do cineasta, diretor e ativista, escritor, músico, ator, produtor, pintor, artista plástico, crítico, roteirista e ativista nascido na cidade de Volta Grande, falecido no início dos anos 80, aos 86 anos. Humberto Mauro foi um dos pioneiros do cinema brasileiro, tendo realizado seus filmes entre 1925 e 1974.

 

 

 

 

 

 

 

Fig. 02 – Cine Humberto Mauro

 

Pudemos apurar em visita à Gerência de Cinema da FCS, no Palácio das Artes, um pouco da programação, das formas de divulgação desta, que ocorre por meio das redes sociais e do sitio eletrônico da FCS por meio do link: http://www.fcs.mg.gov.br/index.php?option=com_gmg&view=events&category_id=157&controller=events&Itemid=1285.
A curadoria tanto da programação permanente (História Permanente do Cinema, Cineclube Francófono, Traga o Seu filme, etc.), quanto dos festivais (como o Festcurtas BH e a CineBH Mostra Internacional de Cinema de Belo Horizonte) trabalha com a inclusão de filmes que abordem temáticas que levam a reflexão, ou que a partir das criticas desses permite discussões que contribuam para além do entretenimento, mas para a formação sociocultural da audiência. A variedade e qualidade das mostras exibidas no Cine Humberto Mauro é reconhecida pelo público que em geral acompanha sua programação. A programação eventualmente recebe mostras de filmes visitantes ou itinerantes, cuja a curadoria pertence à profissionais ligados a essas mostras, contudo essas mostras estão em consonância com a proposta cultural do Cine Humberto Mauro(Fotos abaixo).
O Cine Humberto Mauro, como está ligado à uma instituição pública, tem seu financiamento ligado à Secretaria de Estado de Cultura. Eventualmente recebe algum tipo de apoio de alguma entidade ou organização parceira para realização de palestras e mostras, oque não significa transferência de recursos financeiros, mas o parceiro pode apoiar facilitando de alguma forma a realização do evento, seja com auxilio para trazer um palestrante ou pela liberação de algum acervo.
As ações de comunicação do Cine Humberto Mauro é realizada de forma centralizada pela Assessoria de Comunicação da Fundação Clovis Salgado, como acontece com as demais atrações culturais deste órgão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *