A sociologia das artes

Como as manifestações artísticas na Universidade são analisadas no campo das Ciências Sociais.

O estudo das artes nas Ciências Sociais é algo novo na UFMG, apesar do campo sempre ter demonstrado interesse por manifestações artíticas, considerando que elas representam os sentimentos e angustias da sociedade contemporânea, apenas este ano uma disciplina foi disponibilizada para aprofundar os estudos das artes nas Ciências Sociais. De acordo com a aluna do terceiro período de sociologia, Jéssica Dionísio, “aarte, fugindo da definição de um conceito de arte sempre diz alguma coisa, um muro grafitado, pixado, um repente, uma intervenção artística, seja qual for, são um suspiro da sociedade e o interessante  é abrir as portas da Universidade para compreendermos, por outra forma, o que é a própria sociedade.”

A aluna foi uma das organizadoras da IX Jornada de Ciências Sociais da UFMG, o evento abordou “Arte na Cidade”, levantando uma ampla discussão sobre a importância das manifestações artísticas em Belo Horizonte. “Para a comunidade universitária e tanto para os alunos de Ciências Sociais, o evento foi relevante por ter discutido não só as políticas culturais, que são um tanto esquecidas, quanto a execução das mesmas”, completa Jéssica, a respeito do evento.

Já a aluna do sexto período de Ciências Sociais, Stephanie Reis, que também colaborou com a organização do evento, reclama das dificuldades que os alunos tiveram para promover manifestações artísticas na IX Jornada, devido a burocracia imposta pela UFMG, de acordo com a aluna “há muita burocracia para manifestações artísticas dentro da Universidade. Dificilmente há manifestações, no sentido literal da palavra. Dentro do meu conceito de arte, as que percebo dentro da Universidade são alguns grafittes questionadores que estão espalhados pelas paredes do campus.”

Os alunos das Ciências Sociais não só analisam as diversas manifestações artísticas na contemporaneidade dentro e fora da Universidade, como também promovem as artes, mostrando a importância tanto das artes tradicionais quanto às manifestações suburbanas – que ainda não são vistas como arte por parte da sociedade.

Reportagem

Luciana Alves

Etapas desta publicação

Proposta
Desenvolvimento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *