A violência nas principais cidades universitárias do Brasil

Tema: Comparação entre os números e tipos de violência nas cidades em que universidades exercem grande influência na população e na dinâmica local.

Proposta: a proposta da nossa pesquisa é conseguir estabelecer uma relação da violência, comparando algumas “cidades universitárias” brasileiras, onde se sabe que a população jovem é consideravelmente maior do que em outros centros urbanos do Brasil. Serão foco de nosso trabalho as cidades de São Carlos-SP, Marília-SP, Ouro Preto-MG, Santa Maria-RS, Londrina-PR, Lavras-MG, Viçosa-MG, São João del Rey-MG, Vitória da Conquista-BA, e Santarén-PA.

Perguntas:
1) Há uma disparidade muito alta nos níveis de violência entre as cidades escolhidas?
2) Há diferença no número de homicídios, latrocínios, violência contra mulher ou jovens nessas cidades, quando comparadas aos grandes centros urbanos brasileiros?
3) O nível de violência nessas cidades tem crescido com o passar dos anos? (Se possível, comparar os números de cada cidade antes e depois de as universidades entrarem com tanta relevância na dinâmica local).

Recursos: uso de infográficos comparativos, utilizando como dados o nome da cidade, sua população jovem ( adolescentes – até 25 anos), população adulta (acima de 25 anos), tipos de violência mais praticados e evolução desses números com o passar do tempo.

Equipe

Gabriela Sorice, Luana Flávia, Nathalia Mazzieiro

Etapas desta publicação

Desenvolvimento
Produto

3 comments

  • Carlos d'Andréa

    grupo, identificamos que as páginas de vocês estão associadas à disciplina “Processos de Criação em Mídias digitais”, favor alterar para “Lab. Criação Digital” e responder aqui.

  • taianygoncalves

    Gostei muito da proposta de vocês. Achei interessante essa linkagem da mortalidade dos jovens com as cidades universitárias, tendo em vista que a quantidade de jovens nesses lugares é muito alta.
    Somente não ficou clara um aspecto levantado pela questão 2 : ” Há diferença no número de homicídios, latrocínios, violência contra mulher ou jovens nessas cidades, quando comparadas aos grandes centros urbanos brasileiros?” Vocês irão fazer algum gráfico que analise a violência nos centros urbanos? Para saber essa diferença, seria necessário dados referentes aos centros urbanos, e isso não foi expresso na proposta.

  • Gustavo Senna

    Acho a proposta do infográfico bem interessante.
    Uma observação é que na pergunta 2 vocês questionam qual a diferença nos níveis de violência das cidades escolhidas em comparação com os grandes centros urbanos. Vocês vão utilizar dados desses grandes centros? E quais centros?