BH DE OUTRO MUNDO

BH de outro mundo
O primeiro guia caça-fantasmas além do horizonte

Que tal conhecer lugares de BH guiados por personagens míticos pertencentes a esses espaços? Envolvidos em uma instância de Game, o Guia BH de outro mundo promove a interação virtual com o engajamento real do participante que, instigado pelas narrativas míticas de BH fará um roteiro turístico pela cidade orientando-se pelas lendas urbanas e seus cenários dispersos na capital. A ideia é proporcionar ao turista um conhecimento sobre a cidade através das historias e mitos que envolvam o espaço urbano e a cultura popular de BH.

De distribuição gratuita, as cartilhas do Guia BH de outro mundo, podem ser adquiridas em espaços tipicamente turísticos como hotéis, museus, aeroportos e etc. Nela, o turista encontra informações e mapas sobre as regiões da cidade e as principais lendas urbanas que a compõe, assim como a sugestão de um trajeto que inclua todas as narrativas míticas. Junto a essas informações, é ofertado também opções de lazer de baixo custo, nas regiões apresentadas, para serem experenciadas enquanto o turista faz o percurso.

Porém, o grande diferencial desse guia turístico é o tipo peculiar de relação que ele possibilita: uma interação entre narrativa, espaço urbano e plataformas digitais. Ao transportar o turista para dentro da narrativa através da proposição de trajetos nas regiões onde as lendas urbanas se passam, o Guia BH de outro Mundo, educa e proporciona aos nossos visitantes uma experiência única de se relacionar com a cidade: sendo personagens e jogadores de um jogo de caça “fantasmas”!

 

BHdeOutroMundo

O game:

Na cartilha ofertada aos turistas, em meio as informações e o roteiro encontra-se lacunas numeradas, semelhante a um álbum de figurinhas. A ideia é que, através do direcionamento para a plataforma online (via URL e QR Code), onde o game de fato acontece, o turista possa preencher esses espaços de acordo com a evolução do jogo.

BHdeOutroMundo

Ao acessar o site, ou seja, a plataforma online onde o game se desenvolve , o usuário se depara, com apenas uma das lendas ( 1°fase). Lá ele pode ler o texto e conhecer a sua história. Ao final dela, como nota destacada, terá uma dica e direcionamento do game para onde estará o segredo da próxima fase. O segredo é o QR code que está fixado no local real que é tido como cenário da lenda. Então, inicia-se um jogo de caça no qual o usuário é estimulado para encontrar o QR code afixado em algum lugar do cenário da lenda, e assim, poder dar prosseguimento ao jogo. Esse local é estimulado pela dica da nota ao final do texto.

Então, por exemplo, caso o turista esteja no percurso relativo a lenda : O fantasma do Palácio da Liberdade, ele encontrará, na cartilha a seguinte informação:

Muitas das pessoas que passam diariamente pela Praça da Liberdade não sabem da história dos arredores, nem do que havia ali antes da praça. Onde hoje se ergue imponente o Palácio daLiberdade, sede do Governo, existiu antigamente um casebre do antigo Curral DelRey, que deu origem a Belo Horizonte. Os moradores foram expulsos, é claro, masparece que não aceitaram sua nova condição nem mesmo após a morte. À época daconstrução do Palácio ele servia como residência para os políticos – e deacordo com os rumores, não só para eles. Dois governadores de Minas chegaram a morrer dentro do palácio: João Pinheiro, e Raul Soares (que acabaram homenageados com uma avenida e uma praça da cidade).

Atraves da Qr Code, inserido na cartilha impressa ele será transportado para o site onde haverá mais informações e um desafio que ,para ser superado, o estimula a ir ate a região do palácio e encontrar o QR code para destravar o conteúdo da 2º fase .

QR CODE APLICADO

Quando o usuário chegar ao QR code, ele liberará o link que direcionará para a fase dois. O funcionamento da aba fase dois é semelhante ao da fase um. Assim irá sucessivamente até a fase final. No local do QR code terá um estímulo também para o usuário fazer check in via Foursquare.
Ao fim da última fase, o QR code direcionará para uma aba especial onde terá a conclusão da saga/passeio turístico. Lá o participante pode imprimir a arte dos selos que serão disponibilizados todos juntos, para serem colados na cartilha.

Assim o turista se transforma em um personagem ativo inserido na rica cultura belorizontina!

poster_mockup_MD

Equipe

Arnaldo Barbosa, Larissa Campos,  Luiza Alfenas, Paula Pinheiro

Etapas desta publicação

Proposta
Desenvolvimento