2014-03-15 21.05.26

#BHate50 – percurso colaborativo por Belo Horizonte

Um percurso por Belo Horizonte por até R$50. Sabíamos que não seria difícil, mas realizando uma pesquisa para contabilizar sugestões de locais onde isso seria viável, muita gente respondeu que não conhecia nenhum lugar assim na cidade. Será que esqueceram das diversas opções de cultura gratuitas? E os bares da capital que são uma ótima opção para beber e comer a um preço justo? Com a ajuda de um infográfico, podemos perceber que espaços públicos foram os mais citados. Aqui você pode conferir indicações e perfil de quem nos ajudou na pesquisa.

Com base nos resultados da pesquisa e em nossos conhecimentos prévios, estabelecemos um percurso inicial que teria início no Palácio das Artes chegando até o Samba da Madrugada, no bairro Santa Tereza. Um dos critérios para a seleção dos locais era a proximidade com a região central da cidade que foi uma região bastante citada na pesquisa, pois apresenta muitas opções de entretenimento. Escolhemos uma região apenas para economizar também com o transporte, já que a maioria do percurso poderia ser feita a pé. Outro ponto estabelecido é que esse percurso não seria rígido, ou seja, poderíamos sair dele a qualquer momento para explorar outros locais que nos parecessem interessantes. Mais um ponto positivo de estar a pé: poder observar mais atentamente a cidade e traçar novas rotas sem limitações.

Como previsto no trajeto, começamos pelo Palácio das Artes onde visitamos algumas exposições nas galerias e pesquisamos preços de comida. Mas a alimentação era cara, então fomos em busca de outro local. O próximo ponto seria o CCBB, mas no meio do caminho encontramos o Bar Tonel da Pinga que tem preços bem baixos onde pudemos comer e beber. Seguimos a pé para o CCBB onde visitamos uma exposição de fotografias e depois seguimos de ônibus para o Bucaneiro Barezinho, no bairro Anchieta, que nos foi indicado através da pesquisa. Lá conseguimos uma carona (mais economia) até o bairro Santa Tereza que foi muito lembrado pelas pessoas que responderam o survey. Infelizmente, o preço de entrada no Samba da Madrugada, nosso destino final, estava além do orçamento e então optamos por encerrar a noite no Bar do Rosa.

Para garantir maior fidedignidade ao projeto e mostrar que é realmente possível se divertir em BH gastando pouco, contabilizamos quanto foi gasto por cada uma das integrantes do grupo até o fim da noite. Anna e Paula gastaram, R$ 49,80 e R$ 50,80 , respectivamente. Thays foi a que mais economizou na noite, gastou apenas R$ 43,30. Confira abaixo o valor consumido especificado para cada estabelecimento.

O percurso começou na Rua Rio de Janeiro, nº 633, esquina com Rua dos Guajajaras por volta das 18h. De lá até a nossa primeira parada, não houve gasto com deslocamento, fomos à pé.

Palácio das Artes
Quantia gasta: R$ 0 (Para todas)

Bar Tonel de Pinga
(Não houve gasto com deslocamento)
Quantia gasta:
Anna: Uma porção de torresmo – R$ 2 / Uma cerveja Nova Schin – R$ 4. Total: R$ 6
Paula: Uma porção de torresmo – R$ 2 / Uma cerveja Nova Schin – R$ 4. Total: R$ 6
Thays: Uma porção de torresmo – R$ 2 / Dose de Pinga do Tonel – R$ 3. Total: R$ 5

CCBB
Quantia gasta:
(Não houve gasto com deslocamento)
Anna: Um pão de queijo – R$ 2,00. Total: R$ 2,00
Paula: Um pão de queijo – R$ 2,00. Total: R$ 2,00
Thays: Um pão de queijo – R$ 2,00. Total: R$ 2,00

Bucaneiro Barezinho
Quantia gasta:
Anna
: Passagem de ônibus – R$2,65 / Três shots – R$ 24 / Parte da porção de pasteís de angu – R$ 6. Total: R$ 32,65
Paula: Passagem de ônibus – R$2,65 / Três shots – R$ 24 / Parte da porção de pasteís de angu – R$ 7. Total: R$ 33,65
Thays: Passagem de ônibus – R$2,65 / Três shots – R$ 24 / Parte da porção de pasteís de angu – R$ 7. Total: R$ 33,65

Bar do Rosa
Quantia gasta:
Anna: Uma cerveja Antártica – R$ 6,50. Total: R$ 6,50
Paula: Uma cerveja Antártica – R$ 6,50. Total: R$ 6,50
Thays: R$ 0

Deslocamento de volta para o ponto inicial do percurso:
De ônibus. Pegamos o 9103 na R. Tenente Vitorino e paramos na R. da Bahia. 5min esperando o ônibus, 17min de trajeto e mais 8 min a pé até a R. dos Guajajaras, esquina com R. Rio de Janeiro.
Quantia gasta:
Anna: Passagem de ônibus – R$2,65. Total: R$ 2,65
Paula: Passagem de ônibus – R$2,65. Total: R$ 2,65
Thays: Passagem de ônibus – R$2,65. Total: R$ 2,65

Total Geral:
Anna: Total: R$ 49,80
Paula: Total: R$ 50,80
Thays: Total: R$ 43,30

No mapa, você confere informações e localização dos lugares.


Ver #BHate50 num mapa maior

Não queremos que o percurso se encerre na publicação desta matéria, mas que ele possa influenciar outras pessoas a descobrirem e redescobrirem lugares na cidade onde o preço baixo e qualidade possam ser encontrados. E, mais do que um trajeto pronto, é preciso se permitir conhecer novos lugares, atividades, sair do lugar comum. Quer saber em quais lugares você pode gastar pouco em Belo Horizonte?  A gente te convida a participar e colaborar com o #BHaté50 através do nosso instagram!

Aqui você confere os outros projetos do #BHate50.

Reportagem

Anna Luísa Silveira, Paula de Castro e Thays Maciel

Etapas desta publicação

Proposta
Desenvolvimento

7 comments

  • Victoria Bravo

    Achei o projeto bem simple e focalizado ! Conseguiram fazer o que se propuseram, e até abre a possibilidade de criar uma comunidade de pessoas que possam compartilhar e compartir quando cheguem a lugares de qualidade e baratos!! Cada quem pode aportar sobre os lugares que conhece e visita.

  • Pedro Lucchesi

    Olá,

    Achei bem completas as informações que vocês puseram no mapa sobre os lugares visitados. Também achei massa a ideia do survey e sua disponibilazação na matéria final. Não sei se é só para mim, mas não estou conseguindo abrir o infográfico.
    A única proposição que faria é que vocês tivessem colocado mais lugares no mapa, mas entendo que não é fácil se deslocar para todos os lugares. O banco de fotos com legendas ficou bacana também.

    • Paula Castro
      Paula Castro

      Pedro,

      já corrigimos o link para o infográfico e está disponível para todos agora.

      Obrigada pela observação.

  • barbarasilva
    barbarasilva

    Gostei muito do resultado final do projeto! Gosto da estrutura da galeria de fotos e da forma como construíram as legendas. O mapa é também uma importante ferramenta para localização dos espaços em questão. Só achei um pouco difícil de ler todas as informações contidas no box de explicação. Como ele ficou muito longo precisei ficar arrastando a página para ajusta-la ao texto. Acho que seria interessante se essa informação estivesse em outro lugar para facilitar sua visualização.

    Também não consigo abrir o infrográfico.

  • Geane Alzamora
    Geane Alzamora

    Oi pessoal,
    é preciso evidenciar como a pesquisa foi feita e em que medida ela embasa a matéria. Também deve-se explicitar como as pessoas ainda podem colaborar, mas para isso é preciso explicitar (no desenvolvimento e aqui) o processo de divulgação em mídias sociais.
    Geane

  • Geane Alzamora
    Geane Alzamora

    Pessoal,
    acho que ficou bem mais bacana agora, com a modificação do lead!
    Geane

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

WP-SpamFree by Pole Position Marketing