#BHate50 – roteiro

DESENVOLVIMENTO +

[ Descrição do processo ]

O grupo se propôs a elencar locais que oferecem entretenimento com qualidade e baixo preço em Belo Horizonte. Paralelo a isso, buscou-se conhecer locais que fujam da rota tradicional dos turistas e moradores da cidade, visando abrir o leque de opções dos serviços ofertados e gastando até R$50 em um dia – por isso a criação da hashtag “#Bhate50”.

Para realizarmos o levantamento desses locais contamos com o auxílio dos próprios Belorizontinos, a partir da aplicação de um survey. As pessoas foram questionadas, entre outras coisas, sobre quais os locais com a melhor relação custo versus benefício na cidade, bem como os locais de BH que não podem ser ignorados e se teriam interesse em divulgar o #BHate50. Foram recebidas opiniões bastante diversas e interessantes, que influenciaram bastante nos planejamentos do projeto.

O survey foi realizado utilizando o formulário da plataforma do Google Drive e divulgado em nossas páginas pessoais e em grupo que participamos no Facebook pedindo às pessoas que respondessem o questionário. A pesquisa foi realizada entre os dias 11 e 13 de março e obtivemos respostas de 62 pessoas anônimas. Dentre as pessoas que responderam a pesquisa haviam homens e mulheres cuja maioria tem idade entre 21 e 30 anos e renda acima de 6 salários mínimos. O grau máximo de escolaridade dos pesquisados é graduação completa. A maior parte dos entrevistados respondeu que tem interesse em utilizar a #BHate50. Nesta pesquisa o local mais citado foi o Mercado Central, seguido da Praça do Papa.

Além disso, foram coletadas informações de páginas do Facebook que se destinam a dar informações de locais com baixo preço em toda a cidade, como o “BH na real – Vale a pena”.

Utilização dos dados da pesquisa

As informações do survey, assim como os locais selecionados em outros ambientes, foram utilizados para planejar o percurso de um dia em Belo Horizonte gastando até R$50 – incluindo transporte.

Apesar do planejamento do percurso ter sido realizado previamente, o grupo decidiu por se deixar livre caso encontrasse algum estabelecimento que fosse de acordo com os preceitos da pesquisa. Esse foi o caso do Tonel da Pinga e do Bar do Rosa. O primeiro foi encontrado durante o caminho para o CCBB, mas o preço era tão atrativo que foi impossível não parar por lá, e a surpresa foi bem agradável. O bar do Rosa, por sua vez, foi uma indicação de pessoas encontradas durante o roteiro. A ideia inicial era ir ao Samba da Madrugada, também no Santa Tereza, porém como a entrada não era gratuita e a intenção era economizar, o Bar do Rosa, então, acolheu o #Bhate50.

Após análise de todos os locais, considerando localização, horário de funcionamento e atrações, o grupo escolheu pelos seguintes espaços:

Palácio das Artes, no Centro;
Bar Tonel da Pinga, Centro*;
Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB), Funcionários;
Bucaneiro Barezinho, Anchieta;
– Bar do Rosa, Santa Tereza*.

O grupo manteve em mente a realização de um roteiro entre as regiões centro-sul e leste de BH por serem locais de maior concentração de entretenimento na cidade . Outro fator determinante foi a mobilidade, pois o deslocamento de um lugar para outro poderia ser realizado com facilidade a pé e/ou por meio de transporte público.

Foi marcada a hora de início e de cada parada nos locais, os horários que foram utilizados transporte público ou se houve caminhadas durante o percurso. Isso pensando em tornar o trajeto mais dinâmico e em mostrar que é realmente possível realizar o que foi proposto. Ademais, a verba utilizada, R$50 para cada membro do grupo, foi contabilizada separadamente.

Próximos Passos

Os resultados da pesquisa serão divulgados no formato de infográfico. Para tanto, será utilizada uma plataforma de criação de gráficos, como piktochart. Esse formato será utilizado, pois, o leitor poderá ter acesso às informações de uma maneira mais rápida, objetiva e interativa.

Com os dados do roteiro em mãos, será realizado um mapa, a partir do Google Maps, marcando os locais do percurso realizado. Nesse conterá informações sobre localização, faixa de preço, horário de funcionamento e outras informações objetivas.

Como previsto, também foi criado um Instagram para divulgar o #BHate50, de mesmo nome do projeto, para divulgação das imagens.  Essas também serão utilizadas no próximo post.

E ainda na postagem final serão divulgadas, junto aos resultados do survey, as impressões do grupo acerca dos locais visitados e sobre: os serviços oferecidos (e se o preço é, de fato, justo), atendimento, acessibilidade, segmento, atrações, se é possível beber e comer a um mantendo a meta estabelecida.

Equipe

Anna Luísa Silveira, Paula de Castro e Thays Maciel

Etapas desta publicação

Proposta

Produto

4 comments

  • Pedro Lucchesi

    Olás,

    A ideia do título da postagem de vocês e da proposta do survey foram muito legais! Gostei da escolha do infográfico para divulgar o resultado das pesquisas que vocês fizeram.

  • Geane

    Oi pessoal,
    é preciso detalhar como foi feito o survey, quando, o que acharam do resultado, em relação à proposta. Quem já foi entrevistado, dados levantados, informações relevantes, programas a serem usados, como, o motivo da escolha etc.
    Geane

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *