Concorrência e união no comércio de autopeças na Pedro II

Tema: Concorrência e união no comércio de autopeças na Pedro II

(por Leonardo Ribeiro)

Proposta: A região da Pedro II se caracteriza pela venda de autopeças usadas, ou não (são em torno de 600 autopeças, segundo o Sincopeças). O objetivo da matéria é procurar entender porque esta região, especificamente, tornou-se um polo (incentivo do governo? Algo natural?), para isso, será necessário conversar com um estudioso da área de economia regional urbana e também com membros da associação de moradores. Além disso, a proposta é observar como se dá a relação entre os empresários que possuem seus negócios na região: trata-se apenas de concorrência ou em alguns casos eles se unem? É importante abordar também na reportagem a visão do consumidor: o que faz com que ele opte por uma determinada autopeça e não por outra, qual o diferencial de cada uma, no que elas investem para atraí-los.
Breve resumo: Ao entrar em contato com algumas autopeças da região (“4000 peças” e “Auto Cia”), todos comentaram que as empresas se instalaram na região da Pedro II por ela ser considerada um polo. Entretanto, nenhum dos entrevistados sabia explicar porque esta região se tornou um ponto para encontrar autopeças e automóveis. Quando questionados sobre a relação com outras autopeças, ambos deram respostas semelhantes: compram peças de outras autopeças, caso não tenha em seu próprio estoque, e vendem normalmente para as outras. A parceria com seus concorrentes é apenas neste quesito. Alegaram que não existe um preço comum, ou faixa de preço semelhante. Também não combinam horário de funcionamento. Os vendedores são livres para decidir.Carmina, da “4000 peças”, coloca como seu diferencial a divulgação da sua empresa na Internet e se consideram conhecidos pelas pessoas da região. O único problema é que se trata de uma região difícil para estacionar. Na “Auto Cia”, José Geraldo também comenta que os clientes já o conhecem e esse é um diferencial. Além disso, ele oferece estacionamento. Um fato curioso é que entre as obras do pacote de expansão desenvolvido pela prefeitura de Belo Horizonte, uma BRT estava prevista para ser construída na Avenida Pedro II com a Avenida Presidente Carlos Luz, visando facilitar o acesso ao estádio Mineirão. Porém, para que ocorressem as obras nas avenidas, seria necessária a desapropriação de estabelecimentos, como as autopeças, na Avenida Pedro II.O Sincopeças (Sindicato do comércio varejista de automóveis e acessórios de Belo Horizonte) publicou em seu portal, no dia 02/05/11, durante o processo de negociação da instalação da BRT, que se posicionaria em defesa dos empresários do comércio de veículos automotivos e autopeças “cujos estabelecimentos comerciais estão localizados na região da Avenida Pedro II”. Por telefone, o Sincopeças alegou que foram enviadas ações para a prefeitura para evitar a desapropriação dos comerciantes. A BRT não será construída na região, contudo a prefeitura desenvolve novos projetos para a área e o processo de negociação se encontra em andamento. José Geraldo, da “Auto Cia” contou que seu patrão participou de uma reunião com o sindicato para discutir ações contrárias à construção da BRT.
Fontes:

1) Sincopeças – Sindicato do comércio varejista de automóveis e acessórios de BH. Conversei com a Priscila e ela deu algumas informações genéricas sobre ações do sindicato em relação a prefeitura. Rua Curitiba, 561, Centro. Telefone: 3201-0904.

2) Povo fala: Buscar pessoas que procuram o comércio de autopeças na Pedro II e questioná-los o que os leva a procurar essa região e o que o motiva a escolher uma determinada oficina e não outra, mesmo estando tão próxima.

3) Entrar em contato com autopeças da região para verificar a relação de concorrência e, ao mesmo tempo, casos em que ocorrem uma união entre eles. As sugeridas abaixo já foram contatadas durante a elaboração da pauta:

a) 4000 Peças Usadas: Avenida Dom Pedro II, 4000 – Caicara – Belo Horizonte Tel: (31) 3413-6818

b) Auto Cia Peças Novas e Usadas em Geral Ltda: Av Dom Pedro II, 4116 – Carlos Prates – Belo Horizonte Tel: (31) 3464-8802

Sugiro que outras autopeças próximas sejam procuradas para fazer novas comparações:

c) A Varela Peças Usadas – Av Dom Pedro II, 4390 – Jd Montanhes – Belo Horizonte Tel: (31) 3462-8802

d) Auto Peças Usadas Progresso LTDA – Av Dom Pedro II, 4044 – Carlos Prates – Belo Horizonte Tel: (31) 3462-3678

4) Ao entrar em contato com o Portal Auto Shopping, a atendente Maíra comentou que uma das profissionais do estabelecimento (não sei exatamente a sua função), Rosângela, saberia dar muitas informações sobre a Pedro II ser um polo, pois isso está relacionado à história do estabelecimento e Rosângela seria a melhor pessoa para conversar. Tel do estabelecimento: (31) 3419-6000; Tel direto de Rosângela: (31) 3419-6004; e-mail da Rosângela: rosangela@shoppingportal.com.br

5) O professor Rodrigo Ferreira Simões da FACE tem como área de estudo economia regional urbana (não é um trabalho específico sobre a Pedro II), mas ele não foi encontrado para realizar uma pré-apuração com ele sobre o assunto. Tel: 3409-7173 e 3227-2837

6) Em busca de história da região, seria interessante conversar com associação de moradores, porém, não foi encontrado nenhum telefone específico. Lucas, dono do estabelecimento da Lucas Jr., faz parte da associação de moradores, mas não foi encontrado para uma pré-apuração. Tel: 3411-6565

7) Katia Barroso também possui uma autopeça da região, que foi de seu pai. Pode ter muitas histórias e informações para contar. Não foi encontrada para uma pré-apuração. Tel: 8671-9376

Sugestões de perguntas

– Sincopeças

1) O que fizeram para impedir a desapropriação da região da Pedro II na época da implementação da BRT?

2) Como se dá a relação do sindicato com os associados?

3) O sindicato costuma controlar os empreendimentos da Pedro II no que diz respeito a preços, fiscalização, horário de funcionamento, entre outras informações?

– Povo fala

1) O que os leva a procurar a região da Pedro II especificamente?

2) Com tantas opções por perto, o que motiva a procurar uma oficina especificamente e não outra?

– Comerciantes

1) Por que se instalou na região da Pedro II?

2) O que faz com que clientes procurem a sua oficina e não a do concorrente?

3) Apesar de concorrentes, como lidou com a questão da BRT que pretendiam construir na Pedro II e desapropriar autopeças da região?

4) Alem deste caso específico, existem outras situações que vocês se unem com outros comerciantes? Seja definindo preços, se abrirão o comércio em feriado (…)

Obs.: Seria interessante fazer uma pesquisa de preços entre as autopeças. Pesquise, por exemplo, preços de correia dentada de um Palio.

– Para o pesquisador (Rodrigo Ferreira Simões)

1) Como surgem em uma cidade os polos de produtos específicos, como é o caso do mercado de autopeças na Pedro II?

2) Quais as vantagens e desvantagens de se abrir um negócio em uma região com alto nível de concorrência como este?

– Para Rosângela do Portal Auto Shopping e pessoas da associação de moradores:

1) Por que a Pedro II se tornou um polo de revenda de autopeças?

2) Quais as vantagens e desvantagens de se abrir um negócio em uma região com alto nível de concorrência como este?

Recursos de linguagem: Filmar um breve percurso da avenida mostrando as diferentes autopeças na mesma região; Filmar dentro das oficinas, buscando diferenças entre elas; Filmar também o depoimento dos consumidores da região.