Cuidado ao atravessar

A falta de sinalização, a impaciência dos pedestres e a imprudência de alguns motoristas acabam resultando em acidentes. Segundo dados da BHTrans, em 2011 foram registrados 2864 pedestres feridos e, das pessoas que morreram no local, a maioria estava a pé.

 

Por quê se preocupar? | Create infographics

 

A BHTrans desenvolveu o Plano de Mobilidade de Belo Horizonte (PlanMob-BH) para orientar ações que deveriam ser conduzidas pela Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) para atender às necessidades atuais e futuras de mobilidade da capital. Entre essas ações está a ampliação do número de travessias semaforizadas para os pedestres e o aumento do tempo de travessia. As demandas são constatadas por meio de fiscalizações em campo e por solicitações da comunidade, feitas por meio do telefone 156 ou no portal da BHTrans. A área central da cidade foi definida como prioridade e, de acordo com a empresa, 82% das travessias já estão em boa situação.

Também com o intuito de amenizar essas situações difíceis vividas pelos pedestres, foi implantada em março deste ano a campanha “Pedestre. Eu respeito”. A iniciativa da PBH, por meio da BHTrans, prevê a sensibilização de motoristas sobre um trânsito mais seguro para quem segue a pé. A campanha já está em sua sexta fase e se concentrou na região centro-sul da capital, prevendo evitar o comportamento de risco (tanto de pedestres quanto de motoristas e motociclistas) para diminuir o índice de oito atropelamentos diários na cidade.

Em nota, a BHtrans explica que prioriza a região porque é onde se encontra o maior número de pedestres e de veículos na capital, acarretando, consequentemente, um maior número de atropelamentos. Segundo a assessoria de imprensa, em 2014 as ações educativas da empresa estarão concentradas na implantação do MOVE (BRT) e, por isso, não há estimativa de expansão da campanha “Pedestre. Eu respeito” para outras regiões da cidade, embora em muitos outros pontos a infraestrutura disponibilizada pela prefeitura não atenda à demanda dos pedestres.

Saiba mais

Reportagem

Anna Cláudia Pinheiro, Eduarda Rodrigues, Ingred Souza, Isabela Meireles e Natália Ferraz

Etapas desta publicação

Proposta
Desenvolvimento