#ensaioBH As paredes gritam

por:Maria Dulce Miranda

Inscrições nas paredes remetem ao início da civilização. Os homens das cavernas registravam o cotidiano em desenhos nas paredes. A prática atravessou milênios e chegou até os dias de hoje. Na FAFICH, Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, elas estão por toda parte e vão além do registro do dia-a-dia e representam pensamentos acerca dos mais diversos assuntos.