#ensaioBH: Cidade compartilhada e dividida

Estas fotografias são pedaços que sozinhas não compõem lugar, não admitem localização.
O indivíduo na cidade a todo tempo perpassa o comum e o compartilhado, mas nem sempre se situa.
O não-lugar aqui representado é composto por cenários corriqueiros de Belo Horizonte e exploram a relação do indivíduo
com a sociedade de multidão. No nosso aqui e agora não vemos a cidade como um todo, apenas como fragmento.

Davidson Leite

Nicole Stéffane