#ensaioBH: Copa de Concreto

Seguindo uma política modernista de reforma, a cidade de Belo Horizonte tem passado os últimos anos “em obra”. Depois de escolhida para cidade sede da Copa do Mundo 2014 o novo plano ficou ainda mais evidente. A construção das estações do MOVE e a reforma do Mineirão foram com certeza expoentes de destaque nessa nova política urbana “pré-copa”. Até onde se saiba, as novas reformas teriam o objetivo, além de cumprirem o famoso “padrão-fifa”, promover melhorias para a população e para a cidade como um todo. No entanto, até que ponto esses novos e reformados espaços estão em sintonia visualmente com a cidade ao redor? O que vemos aqui, são grandes espaços de concretos, estações modernistas de vitro que destoam totalmente do entorno da cidade.

 

14 comments

  • Millenne Ferrante

    De fato BH está constantemente em obra, e isso ficou ainda mais evidente depois da correria para deixar tudo “pronto” pra Copa. Essas fotos, diferente das de outros ensaios que focam na natureza que ainda resiste, mostra justamente a grandeza das construções existentes na capital, sejam as mais antigas como o Mineirão, sejam as recentes como o Move.

  • Ana França

    Ótimo ensaio! As grandes estruturas de concreto têm linhas um tanto agressivas e estão sempre desertas ou praticamente desertas, o que nos faz pensar se elas seriam a melhor opção para as pessoas e para a cidade. As fotos ficaram excelentes!

  • Gabriel Amorim

    Cada dia mais asfaltada e concretada BH perde muito do seu charme e da sua atmosfera. O “progresso” chegou sem delicadeza a capital dos mineiros. Ótimo ensaio!!

  • Stella Nardy

    Bom ensaio e de cunho conscientizador, que nos confirma essa situação triste pela qual BH tem passado. O preto e branco combinou demais.

  • liviaaraujo

    A escolha do preto e branco foi muito acertada, deixando as construções cinzentas da cidade em evidência e mostrando que, mesmo quando está tudo monocromático, tais construções “padrão-fifa” ainda se destacam.

  • Lucas Vitorino

    O P&B realmente acentua esse caráter do material concreto nas fotografias, por isso foi uma boa escolha. Realmente BH tem passado por um processo de “constantes obras” nos últimos tempos, e o modo como o ensaio nos faz refletir sobre essa face dúbia das obras é bastante interessante.

  • Nathalia Tameirão

    Legal como o filtro P&B dá uma dramaticidade ainda maior a essas figuras de concreto que destoam da cidade e de seu entorno. Achei bem legal a escolha do tema e as fotos foram muito bem realizadas.

  • lylianegoulart

    O efeito preto e branco fizeram com que as construções padrão fifa se destacassem claramente, além de demonstrar o vazio em volta dessas.

  • Beatriz Lobato da Silva

    Gostei do modo como a proposta casa bem com o aspecto técnico do ensaio. As linhas geométricas mostram um pouco da dureza de uma cidade que está sempre em construção, sempre em um processo de “se fazer”. É realmente interessante comparar essas novas construções com o resto da cidade, uma Belo Horizonte que foi pensada e colocada de pé em uma época que o estética da arquitetura tinha outras linhas de horizonte

  • Carolina Resende

    Adorei. Achei as fotos muito bonitas e independentes do texto. Conseguiu criar uma narrativa de forma bem clara. E foi uma boa escolha deixar as fotos em P&B, combinou muito com o título.

  • Davidson Leite

    Gosto muito do P&B para fotos arquitetônicas, principalmente nas imagens em que o contraste é maior. No entanto, não acredito que as imagens trazem o mesmo tom de crítica proposto pelo texto. Outro ponto de destaque é a exploração bem feita da geometria em algumas fotos.

  • Flávia Ruas

    O efeito em preto e branco tem tudo a ver com o conceito de concreto e, principalmente, a ideia que você quer passar, de “sem vida”. Realmente, BH está sempre em obras mas, ao contrário de você, não acredito que essa modernidade trazida com as reformas destoe do cenário visual da cidade.

  • Victor Cordeiro

    Acho legal ensaios que denunciam algo que nos perturba. Esse é o caso, o que foi bem retratado pelas fotos, principalmente para quem convive com essa realidade e, por isso, já a conhece. Infelizmente a maior parte das obras não foi realizada da forma ideal realmente, e muitos impactos negativos foram trazidos para a população. No caso do Mineirão, isso é bem evidente para os moradores da região, que sofrem com a sujeira e com o desrespeito em dias de jogos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *