Hotelaria em BH e a Copa do Mundo

PAUTA +

Alunos: Lígia Oliveira e Milton Guimarães

Histórico

O anúncio de que a Copa das Confederações e a Copa do Mundo seria sediada no Brasil trouxe bastante entusiasmo a brasileiros que, apaixonados por futebol, viram no evento uma nova forma de visibilidade internacional e obviamente uma abertura para a entrada de capital na economia do país. Em Belo Horizonte a história não foi diferente e, logo após ser intitulada como uma das cidades sede para os eventos, a grande vibração em torno deste acontecimento trouxe esperança e euforia ao coração de mineiros que também enxergaram na Copa um grande leque para melhorias em estruturas municipais e também empregos em diferentes setores para o suporte desta enorme festa do esporte.

Uma das áreas em que se planejou um grande investimento foi a área de hotelaria. Por se tratar de um grande evento como a Copa do Mundo e a Copa das Confederações, a ideia é de que um número grande de visitantes irá se hospedar em locais que possam recepcioná-los com qualidade durante o período dos jogos. De acordo com fontes de pesquisa, a área FIFA e suas proximidades (bairros próximos ao Mineirão) possuem atualmente cerca de seis hotéis. Isso significa que existe um grande contingente em uma área que antigamente recebia poucos turistas mesmo abarcando um conhecido cartão postal como a Lagoa da Pampulha.

Estas mesmas fontes abordam que a cidade de Belo Horizonte possui um setor hoteleiro muito antigo e que, mesmo contendo pontos turísticos reconhecidos internacionalmente, o número de hotéis é bem pequeno para uma cidade como BH. Um outro ponto importante nesta discussão é o fato de que mesmo sendo uma capital, Belo Horizonte ainda não comporta grandes eventos de enorme notoriedade no cenário internacional e, por este motivo, não recebe um grande contingente de turistas.

Hotéis como Bristol, por exemplo, foram inaugurados recentemente para atender a este novo perfil de turistas e potenciais visitantes.

 

Proposta da Matéria:

A proposta da matéria é mostrar quais foram as mudanças na hotelaria para a preparação para  a Copa do Mundo. O repórter deve se preocupar em  apresentar o planejamento realizado por parte dos hotéis para recepcionar o novo contingente de turistas que virão por causa do evento.  Na matéria vamos mostrar dados sobre o  crescimento da malha de hotéis na capital e como está o número de reservas nos hotéis próximos ao estádio.

Perguntas para os gerentes dos hotéis:

Na Copa das Confederações teve um aumento de reservas?

Qual é o número de pessoas vocês esperam para  a Copa do Mundo?

Há quanto tempo estes novos hotéis da região se instalaram próximos à área fifa?

Existe projetos para a construção de novos hotéis na região?

Os hotéis mais antigos/tradicionais da região receberam um número maior de turistas depois do título que BH recebeu como cidade sede para a Copa?

Estes turistas tem reservado vagas com antecedência? Quanto tempo de antecedência normalmente?

O número de reservas para a Copa já está esgotado?

Existe uma preparação especial (como curso de línguas) para atender os estrangeiros?

Vocês esperam uma demanda alta de estrangeiros?

O número de turistas nos hotéis realmente aumentou somente após a reforma do estádio do Mineirão?

Como tem sido lidar com a segurança dos turistas principalmente após as  manifestações que ocorreram em Junho?

Os hotéis estão com receio de novas manifestações? Está preparando uma segurança reforçada?

Existe algum projeto para poder chamar atenção para novos visitantente?

O número de turistas diminuiu depois das manifestações?

 

Recurso de Linguagem:

Texto voltado para internet e que mostre os contatos dos principais hotéis da região.

 

DADOS COMPLEMENTARES

No hotel Bristol 70% das vagas para a Copa do Mundo já estão reservada.

 

Segundo dados do Sindhorb (Sindicato de hotéis, restaurantes, bares e similares de Belo Horizonte),hoje, a grande BH possui 232 hotéis, totalizando mais de 26 mil leitos.

 

Dados da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte mostram que  os investimentos devem ultrapassar a marca de R$ 1,8 bilhão, com a construção de mais de 10 mil novos leitos, totalizando 29 novos empreendimentos até o início do campeonato, em julho de 2014.

Apenas o grupo de Jânio, até o ano da Copa, vai investir R$ 450 milhões em Belo Horizonte, com a construção de quatro hotéis

O setor hoteleiro em Belo Horizonte vai investir R$ 1 bilhão até a Copa 2014 e o número de leitos pode aumentar 85%,  de acordo com dados divulgados pela Secretaria de Estado Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa).

Estão em construção na capital 34 hotéis, outros 17 empreendimentos estão na reta final do processo de licenciamento e na região metropolitana serão mais 24 hotéis até a Copa. Com isso, a Grande BH terá 75 hotéis a mais que acrescentarão 25.438 leitos.

 

Hotéis próximos ao Mineirão

Ouro Minas Palace Hotel

Ímpar Suítes Cidade Nova

Via Contorno Hotel

Dayrell Hotel e Centro De Convenções

Bristol Merit Hotel

Royal Center Hotel

San Diego Suítes Pampulha

Bristol Jaraguá Hotel

Bristol Pampulha Lieu

Campus Liberdade Flat

Pousada BH

Hotel Conexão Pampulha

Single Flat Pousada Pampulha

Pampulha Flat

Pousada Del Rey

Pousada Del Rey

Bristol La Place

Hotel Gontijo

Hotel Esplanada

Hotel Serrana Palace

Hotel Financial

Brasil Palace Hotel

Forum Apart Hotel

Amazonas Palace Hotel

Hotel São Salvador

Hotel Pampulha

Ambassy Hotel

Hotel São Bento

Hotel Mosaic

Normandy Hotel

Belo Horizonte Hostel

Zac Apart Center Hotel

Niagara Flat

Hotel Turista

1 comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *