Locais de conserto no hipercentro de BH

DESENVOLVIMENTO +

[ Descrição do processo ]

DESCRIÇÃO DO PROCESSO DE APURAÇÃO:

Uma vez que a proposta do trabalho era que a coleta de informações fosse realizada in loco, nenhuma apuração prévia foi desenvolvida. O grupo se encontrou em um ponto acordado entre os membros e se dividiu em duas equipes. Uma ficou responsável pelo perímetro entre a avenida Afonso Pena, a rua Bahia e a avenida Santos Dumont e a outra pelos limites entre rua dos Goitacazes, a avenida Paraná e a avenida Afonso Pena.

O grupo definiu algumas orientações prévias, em uma tentativa de padronizar as informações que seriam recolhidas. Optamos por anotar os horários de funcionamento, os produtos passíveis de conserto, o nome e endereço do local e, sempre que possível, algum dado adicional sobre a experiência do técnico responsável, como o ofício foi aprendido, há quanto tempo é desenvolvido, etc. Também definimos como padrão estético que as fotos deveriam ser da fachada dos estabelecimentos.

Outro fator discutido no grupo foi a intenção de obter diversidade nos locais mapeados. Não era interessante, por exemplo, registrar muitos estabelecimentos que fizessem manutenção de celulares e nenhum que consertasse sapatos.

Feitos os acordos, as equipes percorreram as ruas dentro do perímetro delimitado, mas sem abordar necessariamente todos os estabelecimentos que prestam serviço de conserto encontrados. Se houvesse dois locais muito próximos e que consertassem o mesmo tipo de produto, optou-se por apenas um deles.

A justificativa apresentada aos comerciantes era a de que estávamos mapeando os locais do hipercentro de BH que realizam consertos. Em alguns locais, fomos recebidos com certa desconfiança e sentimos a necessidade de dar mais explicações, alegando que éramos estudantes de Comunicação e que se tratava de um trabalho acadêmico.

Equipe

Camila Braga, Clara Novais, Gustavo Rezende, Sylvia Chequer e Taiane Dantas

Etapas desta publicação

Proposta
Produto