Mapeamento e Perfil de Quadrinistas/Chargistas de BH

PAUTA +

[ Mapeamento e Perfil de Quadrinistas/Chargistas de BH ]

Repórteres: Augusta De Luca, Aryanne Araújo, Elisa Carvalho, Gabrielle Cunha, Graziella Silva, Hélio Brandão, Louise Ferreira, Raquel Siqueira e Raphael Amador.

 

Proposta: Tendo como tema principal o FIQ – Festival Internacional de Quadrinhos, iremos realizar um mapeamento de quatro Quadrinistas/Chargista de BH, que participarão ou não do FIQ e, posteriormente, faremos um Perfil de cada um, buscando vivenciar o dia a dia destes quatro artistas. O objetivo é divulgar os trabalhos deles e, consequentemente, o Festival, que também terá um Perfil.

 

Desenvolvimento e Recursos de Linguagens: Após o mapeamento dos Quadrinistas/Chargistas, o Perfil de cada um, incluindo do FIQ, será realizado utilizando a plataforma eletrônica Wix. Além do Perfil, cada artista será convidado a fazer uma tirinha/charge sobre o FIQ, que, posteriormente, será postada no Facebook do Labcon, juntamente com partes dos perfis realizados, com o intuito de divulgar os trabalhos das fontes e o Festival.

 

Fontes: Quadrinistas/Chargistas de BH – a mapear

  • Escola técnica de artes visuais Casa dos Quadrinhos:
    www.casadosquadrinhos.com.br
    E-mail: casa@casadosquadrinhos.com.br
    Telefones: (31) 3224-0040 e (31) 3212-7829
  • FIQ – Festival Internacional de Quadrinhos:
    www.fiqbh.com.br
    E-mail: fiqdirecao@gmail.com
    Telefone: 31 3277.4655

Etapas desta publicação

Matéria

5 comments

  • Geane Alzamora

    Oi pessoal,
    a pauta é interessante, mas não acho que a ideia de mapeamento se aplica aqui. Mapeamento diz respeito, por exemplo, à produção de quadrinhos em Belo Horizonte, exige um amplo trabalho de apuração, buscando situar o contexto dessa produção hoje, em relação ao festival (o festival impulsionou a atividade em BH? O que a caracteriza? Quais são suas especificidades?). Aí, com base nesse mapeamento (teria que pensar como isso iria se desdobrar em um texto multimídia), vocês elegeriam quatro personagens para serem perfilados. A pauta, nessa perspectiva, me parece muito interessante e faria jus à quantidade de integrantes no grupo.

  • Vitor Coutinho

    Me chamou atenção na pauta de vocês o trecho “buscando vivenciar o dia a dia destes quatro artistas”. Nesse sentido, para se diferenciar do outro grupo que está fazendo perfis, acho que vocês podem se concentrar em coisas que vão além do mero trabalho de desenhista do profissional. Explorando outras questões que fazem parte da vida do artista talvez seja possível encontrar uma série de referências que inspiram/orientam seu trabalho. Mas enfim, isso é só uma sugestão!

    No mais, gostei da ideia de fazer um perfil do próprio FIQ e, mais ainda, do convite para o artista fazer uma tirinha ou charge sobre o evento. Acho que vai ficar interessante.

    Abs

  • Aline Azevedo

    Gostei muito do objetivo de divulgar os trabalhos dos artistas, juntamente com o propósito do evento. Tenho certeza que as tirinhas criadas farão muito sucesso nas outras plataformas do labcon.

  • pedromol

    Concordo com a Bárbara. Focar no internacional trará um destaque e identidade diferente/própria pro trabalho de vocês. Boa sorte, galera =)

  • Barbara Nery

    Muito boa a ideia de ter uma charge de cada quadrinistas/chargistas no perfil. Mas se a tirinha/charge é sobre o FIQ, não faria mais sentido se todos fossem participantes do evento? Minha sugestão, até pra diferenciar do recorte dos outros grupos, é focar artistas de fora do país, já que se trata de um festival internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *