Mobilidade urbana na Copa

Melhorias nos sistemas de transporte coletivo e trânsito mais justo para pedestres e ciclistas. Essas são algumas das vantagens que a Copa do Mundo da Fifa 2014 trará — e deixará — para o Brasil. Os empreendimentos em mobilidade urbana serão um dos principais legados dos jogos.

Nesta série de reportagens você encontrará uma discussão sobre a (aparente) falta de investimento em mobilidade urbana no país. Buscamos checar como estava o andamento das obras em quatro cidades-sede que, de acordo com informações do Portal da Transparência – Copa 2014, ainda não haviam executado nenhum projeto ou sequer contratado alguma verba: Brasília, Natal, Salvador e São Paulo.

Fizemos um panorama das regiões do país, com destaque para as cidades citadas anteriormente. Para facilitar a leitura, dividimos a reportagem em páginas. Você pode saber mais sobre mobilidade urbana na Copa de 2014 nos links abaixo:

Centro-Oeste | Nordeste | Sudeste

Manaus não recebeu investimentos para obras de mobilidade e, de acordo com o Portal de Transparência, os projetos em Curitiba e Porto Alegre estavam em andamento. Por isso, não incluímos as regiões Norte e Sul do país em nossa reportagem.

Reportagem

Anna Cláudia Pinheiro, Ingred Souza, Luís Cunha e Natália Ferraz

Etapas desta publicação

Proposta
Desenvolvimento