Mudança do perfil de clientes do comércio na Av Ant. Carlos

PAUTA DE:
Laura Marques, Lorena Gomes e Matheus Arvelos

FOCO:
Nesta reportagem a ideia é problematizar com os próprios comerciantes da região que impactos as obras do BRT tem sobre o perfil dos clientes que visitarão o local após o término das obras do BRT na avenida Antônio Carlos. Como está o movimento de clientes durante as obras, se o número diminuiu, aumentou ou continuam como sempre, quais as expectativas desses comerciantes para quando o corredor estiver pronto. Também é preciso conversar com representantes do comércio de Belo Horizonte, como a CDL-BH e SINDLOJAS BH para descobrir os impactos esperados com a conclusão do BRT no comércio da região.

FONTES:
João Vitor Souza (diretor da empresa que criou o shopping Plaza Antônio Carlos)
Comerciantes que tenham seus empreendimentos na Avenida Antônio Carlos. (Repórter, escolher algum comércio de pequeno porte para fazer entrevista)
Pessoas que passam pelo local e usufruem do comércio na Avenida Antônio Carlos. (Repórter: Favor escolher pessoas para a entrevista no local)
CDL-BH: Câmara dos Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte.

SINDILOJAS BH: Sindicado dos Lojistas do Comércio de Belo Horizonte.

ABORDAGEM:

  • João Vitor Souza (diretor da empresa que criou o shopping Plaza Antônio Carlos).

A entrevista deve girar em torno do por quê da empresa investir na Avenida Antônio Carlos. Quais as expectativas da empresa para quando o BRT estiver pronto, a qual tipo de público o shopping pretende atingir e se há uma expectativa d emudança desse público com o final das obras.

  • Comerciantes que tenham seus empreendimentos na Avenida Antônio Carlos

O foco são os impactos que o final das obras do BRT pode ter sobre seus negócios. Colher número de pessoas que visitava a loja antes das obras, durante as obras , a expectativa do número de clientes após a finalização do BRT e se o perfil de consumidores do local irá mudar. Além disso, descobrir se algum comerciante fechou as portas por causa das obras, e se algum deles pretende fechar o negócio por conta da possível mudança de público.

  • Pessoas que passam pelo local e usufruem do comércio na Avenida Antônio Carlos

O que eles pensam das obras: se dificulta o acesso ao comércio do local, se quando o BRT estiver pronto elas vão visitar mais as lojas da avenida e se acreditam que o comércio ficará melhor após as obras .

  • CDL-BH: Câmara dos Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte

Descobrir se há registros de comerciantes que fecharam seus negócios por causa das obras do BRT, se há registros de reclamações dos comerciantes da avenida por causa das obras, se já há uma projeção de quanto o comercio do local pode ganhar com a implantação do corredor e quais são as expectativas do sindicato sobre a mudança de perfil dos clientes após o término das obras.

  • SINDILOJAS BH: Sindicado dos Lojistas do Comércio de Belo Horizonte

O mesmo que para a CDL-BH.

PERGUNTAS CENTRAIS:

O perfil de consumidor do comércio na Avenida Antônio Carlos irá  mudar com o final das obras do BRT?

Qual será o novo público alvo dos comerciantes?

Que impacto as obras do BRT tem sobre o comércio na Avenida Antônio Carlos?

Os comerciantes acreditam que o bônus vai ser maior que o bônus depois que o BRT estiver pronto?

PERGUNTAS SECUNDÁRIAS:

  • João Vitor Souza (diretor da empresa que criou o shopping Plaza Antônio Carlos).

O que levou a empresa a se interessar pela Avenida Antônio Carlos para esse novo empreendimento?

Quantos visitantes por dia são esperados no Plaza quando o BRT estiver pronto?

O empreendimento foca no público que possivelmente virá após as obras ou já está preparado para receber consumidores durante as obras?

Quais são as estratégias para atrair os clientes no atual periodo? E no futuro?

 

  • Comerciantes que tenham seus empreendimentos na Avenida Antônio Carlos.

Quais são os impactos sofridos por vocês vindos com as obras do BRT?

Houve queda de faturamento desde que as obras começaram?

O que vocês fizeram para suprir a necessidade dos clientes? Aumentaram números de vagas de estacionamento? Criaram serviço de delivery?

Vocês esperam uma melhora de faturamento e uma mudança de público após o final das obras?

  • Pessoas que passam pelo local e usufruem do comércio na Avenida Antônio Carlos.

O que você acha do comércio da Avenida Antônio Carlos?

Você deixou de comprar nas lojas da Antônio Carlos por causa das obras do BRT?

Você voltaria a comprar na Antônio Carlos após as obras?

  • CDL-BH: Câmara dos Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte

O que o sindicato se propôs a fazer pela melhoria do comércio na Antônio Carlos durante as obras do BRT?

Os lojistas fizeram muitas queixas por conta das obras?

Quais são as expectativas sobre o perfil de clientes após as obras?

  • SINDILOJAS BH: Sindicado dos Lojistas do Comércio de Belo Horizonte

O que o sindicato se propôs a fazer pela melhoria do comércio na Antônio Carlos durante as obras do BRT?

Os lojistas fizeram muitas queixas por conta das obras?

Há registro de algum comerciante que fochou as portas, ou reclamações por causa das obras do BRT?

O que está sendo planejado para o comércio após o término das obras do BRT?

SITES DE REFERÊNCIA:
www.sindilojasbh.com.br/noticias/1445/avenida-antonio-carlos-ganhara-street-mall.aspx

http://www.sindilojasbh.com.br/

http://www.cdlbh.com.br/

6 comments

  • Carlos d'Andréa

    Ok, grupo,
    em termos gerais acho que a pauta está legal, mas tenho algumas sugestões:

    Mais do que mudança no perfil de clientes, vocês estão sugerindo uma pauta sobre a mudança no comércio, não? Esta abordagem é mais ampla que a primeira e me parece mais interessante.

    O que vocês chamaram de “Abordagem” é uma versão das perguntas listadas logo abaixo, não? Nesse item espera-se que o pauteiro traga mais detalhes sobre o tema e sobre a abordagem sugerida. É fundamental dizer, por exemplo, o que é o Plaza Antônio Carlos, onde fica etc, já que este estabelecimento é citado depois.

    Na indicação de fontes, é complicado sugerir que o repórter procure alguém para entrevista no local! A tarefa do pauteiro é facilitar e encaminhar o trabalho do repórter, não dizer o que ele já sabe…Ainda nas fontes, faz toda diferença indicar o nome de algum contato nas instituições (CDL, por exemplo), nem que seja o do assessor de imprensa.

  • Raquel Miranda

    Gostaria de desenvolver esta pauta para a disciplina de produção de textos ministrada pela professora Joana Ziller.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *