Na Trilha do Morro Velho


Na Trilha do Morro Velho

Um passeio pela cultura de Nova Lima através do Centro de Memória Morro Velho

“Na Trilha do Morro Velho” é um espaço que propõe ao turista um novo olhar sobre a história da Mineração em Nova Lima. Para isto, o grupo de Ana Rodarte, Lorena Lima e Débora Helena reuniu uma série de conteúdos acerca do minério da região, disponibizando-o nas plataformas WordPress, Facebook, Twitter e Pinterest. Estas plataformas trabalhariam de maneira integrada, disponibilizando conteúdos sobre a região. A ênfase dos conteúdos está no Centro de Memória do Morro Velho, um museu de relativa acessibilidade (por estar longe do Centro de Belo Horizonte), e por concentrar uma série de informações sobre aspectos da cultura local, como a influência inglesa, a arquitetura da região, as interferências no espaço, a imigração, doenças que afetaram a população, dentro outros.

Na Trilha do Morro Velho trabalharia em parceria com o Ofícios de Minas, formando um circuito turístico que tivesse como tema a cultura do trabalho no cotidiano dos mineiros. Por isto, o layout da página é similar, e o compartilhamento de imagens aconteceria no mesmo perfil Pinterest.

Página no WordPress

Página no WordPress

Página no Facebook

Página no Facebook

Reportagem

Ana Carolina Rodarte, Débora Helena Costa, Lorena Lima

Etapas desta publicação

Proposta
Desenvolvimento

11 comments

  • Geane Alzamora

    Oi pessoal,
    bom trabalho. Sugiro rever o lead (tirar os nomes das integrantes e a referência à plataforma. Revejam também as legendas, que fazem referencia às plataformas. Apostem no tom mais jornalístico, evidenciando o fluxo de informações em rede.
    Geane

  • Luiza Alfenas

    O site ficou bem legal, com bastante conteúdo, parabéns. Quanto as redes sociais, concordo com as observações acima. Talvez o Twitter não teria sido uma boa escolha – indicaria talvez o uso do instagram, que além de ser uma mídia que está super em alta atualmente, vai adequar ao conteúdo de vocês (divulgando fotos, etc). Para o Facebook, a dica é a mesma já dada acima, diminuir um pouco os textos e também fazer posts exclusivos para a plataforma, evitando que ela vire só uma reprodução do site. É importante lembrar que no Facebook, as vezes uma boa imagem vale mais que um texto!

  • Pedro Lucchesi

    Oi gente,

    Gostei bastante do site, atrativo visualmente, intuitivo e com bons conteúdos. Com relação ao twitter concordo com os outros comentários, acho que esse tipo de proposta não pede um. Às vezes fico em dúvida se haveria até mesmo a necessidade do facebook, pois ele pode ter uma dinâmica de atualizações menor, mas o que seria postado daqui a dois meses, por exemplo?
    Entretanto, tenho dúvidas quanto a isso, pois penso que essa rede social pode sim ter um conteúdo que não se altere ou que se modifique muito lentamente, como poderia ser o caso desse trabalho.
    Caso a opção seja mesmo usá-lo, endosso a opinião da Larissa, você podem fazer textos ainda mais concisos.

  • luanafms

    Achei o trabalho de vocês bastante interessante e completo. As plataformas estão muito bem organizadas com fotos e os textos estão bem bacanas também. Só não achei interessante usar a plataforma do twitter para o trabalho,já que ele tem uma característica muito de documentação, de história e o twitter requer uma dinâmica de atualizações que não parece ser a proposta de vocês. No mais achei o trabalho de vocês bastante inusitado e enriquecedor.

  • barbarasilva

    Meninas, gostei muito da evolução do trabalho de vocês. Parabéns. Achei super interessante que vocês editaram o site da primeira fase do trabalho também, valorizando o conteúdo que produziram. Parabéns.
    Concordo com a Larissa e com a Anna sobre o Facebook. Uma ideia é criar conteúdo exclusivo para essa página com imagens de destaque produzidas nos formatos certos para o Facebook. Por exemplo, onde vocês colocaram a fotografia que está no site poderiam ter criado uma espécie de banner com essa foto e algum conteúdo escrito que poderia já vir na imagem. Esse tipo de adaptação do conteúdo facilita a leitura no Facebook (muitas vezes estamos ao longo do dia só “correndo” os olhos pelo nosso feed de notícias) e imagens de destaque chamam nossa atenção para clicar na notícia e também para compartilhar a informação.
    Esse infográfico mostra os principais formatos de imagens no Facebook e pode ser útil para facilitar a criação (http://daraujo.com/site/sites/default/files/public/imagens-para-paginas-no-facebook.png)

  • Ana Rodarte

    Obrigada, pessoal!

    Sobre a ausência de “curtidas” e “followers”: a intenção era apresentar somente um projeto destas plataformas.
    Não havíamos pensado sobre o caráter documental de nosso trabalho. Obrigada pelo apontamento!

  • Arnaldo Barbosa Garcia

    Concordo com a Larissa: “Em relação ao Twitter, realmente não há nenhum post, mas fico pensando se o Twitter seria uma plataforma interessante para o que vocês propuseram , pois o ele pede constante atualização, e é mais adequado para conversações cotidianas com assuntos que rapidamente se desatualizam”.
    Acho que antes de escolher o suporte, devem analisar melhor se aquela linguagem é adequada e se terá engajamento com o público principal do produto.

    Um caminho interessante pode ser se associar a outras páginas mais visitadas do segmento.
    Achei o trabalho de pesquisa feito bem legal também.

  • Anna Luísa Silveira

    Oi meninas,

    Concordo com os comentários da Larissa sobre as redes. As chamadas do facebook podem ser mais curtas para realmente motivar o click e achei que vocês poderiam ter divulgado, pois a página não tem curtidas nem das integrantes. Sobre o twitter, a mesma coisa, a necessidade de atualização constante da plataforma não me parece adequada para o trabalho. Eu gosto muito do pinterest como plataforma, acho ótima a característica de arquivo e a possibilidade de colaboração, o que fiquei pensando é se realmente ele seria usado por outras pessoas ao buscar esse tipo de informação/conteúdo. No mais, há bastante conteúdo no site, as fotos complementam bem os textos e, ao contrário do Gustavo, achei os textos com um tamanho muito bom, você consegue a informação completa e ele não fica cansativo também. Parabéns!

  • Larissa Campos

    Oi meninas! Conocordo com o Gustavo, o site ficou bem completo e o conteúdo foi muito bem trabalhado, parabens! Em relação aos posts do Facebook, minha dica é fazer cabeçalhos menores, pois os que vocês criaram estão bem extensos, tanto é que não é possíve lê-los completamente de uma vez só, é necessário clicar em “ver mais” e isso pode reduzir um pouco o engajamento dos usuários, pois dificulta a leitura e a interação. Em relação ao Twitter, realmente não há nenhum post, mas fico pensando se o Twitter seria uma plataforma interessante para o que vocês propuseram , pois o ele pede constante atualização, e é mais adequado para conversações cotidianas com assuntos que rapidamente se “desatualizam”. Como o projeto de vocês tem um carater mais documental, não sei se o twitter seria uma plataforma que geraria grande explorações . Abraços!

  • Paula Pinheiro

    Achei legal a semelhança dos layouts, pra situar os sites como partes de um mesmo circuito, e o uso das várias plataformas. Minha única dúvida é qual conteúdo alimentaria a página do Facebook e o perfil do Twitter. Bom trabalho!

  • gustavoaleixo

    Pessoal, o site ficou muito completo mesmo. Estão de parabéns! Alguns textos ficaram um pouco grandes, mas isso é justificável até pela quantidade de conteúdos relacionados ao tema escolhido. Só reparei mesmo que o perfil Twitter não tem nenhum tipo de tweet até agora, ao contrário das outras mídias sociais que apresentam algumas postagens. Mas ficou muito bom o trabalho. Parabéns!