Nós cantamos Roberto – Detalhes

“Só a antropofagia nos une. Só me interessa o que não é meu”
Oswald de Andrade


Para o trabalho de apropriação que nos foi proposto na disciplina de Processos de Criação em Mídias Digitais decidimos usar uma música de Roberto Carlos. Qualquer interpretação, seja de um texto ou de uma música, é em si uma apropriação. Por isso decidimos filmar a nossa própria interpretação de “Detalhes”, e procurámos outras interpretações disponíveis na internet. Apropriamos as interpretações de Carlos Aglio e de Vitória Famer, que cantam a música no youtube, para juntá-las às nossas, e uma interpretação em espanhol de Roberto Carlos. A mesma música é cantada, declamada e tocada de formas muito diversas que se juntam no nosso trabalho para formar um mosaico. A nossa apropriação demonstra a multiplicidade de possibilidades de trabalhar uma música, que como bem simbólico e imaterial, pode ser ilimitadamente reproduzido e alterado.

Grupo

Delânzia Junho, Gabriel Ortiz e Marta Vidal

1 comment

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

WP-SpamFree by Pole Position Marketing