O Marketing do Cifra Club e da Studio Sol

Depois de ver as estratégias aplicadas para o Palco MP3 e Letras, nessa nossa última visita à Studio Sol fomos conhecer as estratégias de marketing usadas para a empresa e para o produto Cifra Club (o menor da Studio Sol). O Bernardo Ruas – gerente de marketing – e a Lívia Rios – analista de marketing – receberam o nosso grupo mais uma vez.

 

O Cifra Club

Se você toca violão esse nome provavelmente já é familiar para você. O Cifra Club é o maior site de ensino de música da América Latina: conta com um catálogo imenso de cifras, tablaturas, partituras, arquivos de notação musical digital e videoaulas em um canal no YouTube com mais de 3 mil vídeos, quase 4 milhões de inscritos e como todos os produtos da Studio Sol apresentados ele tem milhões de acessos e usuários. Também possui aplicativos para dispositivos móveis como Android e iOS.

Assim como o Palco MP3 e Letras, o Cifra Club é colaborativo, mas o que diferencia ele dos outros produtos é que ele possui um público bem mais definido. Primeiramente, é um público que quer aprender a tocar um instrumento ou uma música e segundo Bernardo é um público majoritariamente jovem e masculino.

Ele é um site onde o usuário fica mais tempo, porque ao aprender uma música o usuário normalmente fica com a página aberta e praticando a música no seu instrumento e muito mais querido por seus usuários. O Bernardo explicou para o grupo que “Diferente dos outros produtos/serviços em que você está dando uma música ou está dando uma letra, o Cifra Club te ensina uma coisa que pode transformar a sua vida. […] A gente sempre lembra de tipo ‘ah, quem me ensinou a fazer isso’ ‘quem me ensinou a fazer aquilo’ […] é um sentimento muito forte que as pessoas têm com o Cifra Club porque o Cifra Club ensina as pessoas a tocar um instrumento. Então têm um elo emocional aí mais forte que em outros serviços.”. Esse produto também possui uma comunicação mais humanizada com seus usuários, o que foi consolidado através dos instrutores das videoaulas, um deles já virou até meme.

 

O Marketing do Cifra Club

 

Como o site deste produto está no ar há 20 anos e o canal de videoaulas há mais de 8 anos e como dissemos no nosso primeiro post, o setor de marketing na Studio Sol existe há aproximadamente um ano e meio e todo esse trabalho anterior não teve acompanhamento do setor de marketing, o que é mérito maior de outros setores da Studio Sol.

Mas hoje as ações do marketing segue em várias frentes, a primeira com o usuário consiste em uma comunicação educativa sobre o serviço Cifra Club. Uma reclamação muito recorrente é ‘esta cifra está errada’, porém a cifra é uma notação musical muito limitada (majoritariamente usada por iniciantes) e serve para ser simplificada, e o marketing tem o trabalho de explicar que ‘não existe cifra errada, essa cifra é certa para quem a fez’ e relembrar a questão do site ser uma plataforma colaborativa. Outro fator é que os usuários pedem muitas videoaulas de músicas muito distintas, e eles comunicam com o usuário que ‘o Cifra Club não dá conta de realizar TODOS os pedidos de videoaulas’, e assim são produzidas aulas das cifras mais acessadas no site – a grande maioria do ‘top 100’ das cifras possui videoaulas no site. Para a aquisição de novos usuários são usados house ads em outros produtos da Studio Sol, e para reativar a base de usuários inativos eles vêm testando há um mês o envio de uma notificação semanal no aplicativo do Cifra Club.

Outro tipo de ação são as parcerias que vêm de oportunidades fora da Studio Sol. Uma que acontece há muito tempo é com as marcas que patrocinam as videoaulas e anunciam nelas. Dentro dessa parceria a marca patrocinante envia seus endorses para produzirem um conteúdo educativo no YouTube que às vezes os instrutores sozinhos não dão conta de produzir, um exemplo disso são a série de videos By NIG.

Outro tipo de parceria é com gravadoras, que procuram o Cifra Club para produzirem videoaulas de músicas que ainda vão ser lançadas ou lançadas recentemente. Um exemplo recente é uma parceira com a Sony Music: aulas da banda Jota Quest, que lançou um álbum recentemente. São videoaulas onde o artista toca a música, o instrutor vem com a parte didática e durante o video e no final dele há links para streamings de música que monetizam – como Spotify e Apple Music. Outro exemplo são algumas aulas do artista Ed Sheeran, encomendadas pela Warner Music, só que nesse caso não houve parceria pois a Studio Sol não achou interessante mas como a gravadora insistiu com as videoaulas, essas foram pagas pela Warner.

Outras parcerias são com eventos, normalmente mais voltados para músicos, em que há troca de mídia: o parceiro mostra seu evento no Cifra Club e de volta a marca do site é mostrada nesse evento, assim tornando a marca mais relevante no meio musical. Um exemplo é em vários workshops de músicos que ocorreram aqui em Belo Horizonte, como do guitarrista Mateus Asato. Outro exemplo foi um show do cantor Tiago Iorc, onde nessa parceria o cantor foi no estúdio gravou uma performance e uma entrevista, o show foi anunciado no Cifra Club e em troca foi exibido um VT antes do início do show. Uma parceria outra interessante foi uma que ocorreu com a Flix Media, que anunciou no Cifra Club o documentário ‘Eight Days a Week – The Touring Years’ que retratava as turnês da banda The Beatles. Nessa parceria a Studio Sol fez uma transmissão ao vivo sobre a banda e antes da exibição do documentário nas salas de cinema um VT publicitário do Cifra Club. Bernardo disse para nós que eles procuram fazer sempre uma publicidade bem contextualizada nessas parcerias.

E por último o marketing procura, para engajar mais seu público, aproveitar datas comemorativas no Cifra Club. Uma coisa que a Studio Sol faz há alguns anos é uma programação mais diferenciada no canal na época do Dia do Rock: mais videoaulas de clássicos do rock e um clipe especial com os instrutores – na maioria dos anos foram clipes especiais de músicas em inglês, esse ano a música foi ‘Pro Dia Nascer Feliz’ do Barão Vermelho. Esse ano ocorreu uma ação especial no Dia dos Pais com um dos instrutores que recebeu uma surpresa da filha no estúdio. Também teve uma ação no Dia das Crianças onde as thumbnails, que possuem o rosto do instrutor, foram trocadas as fotos dos instrutores por fotos de quando eram crianças. Também já ocorreu várias transmissões ao vivo em datas comemorativas ou importantes para a música, ano passado por exemplo houve uma transmissão ao vivo em memória da morte de Renato Russo.

Em resumo, esses profissionais procuram ter um relacionamento transparente com o usuário sobre a plataforma e aproveitar as oportunidades de terceiros e datas comemorativas.

 

E a Studio Sol?

Essa equipe também cuida do marketing interno da empresa, que consiste em manter os colaboradores e equipes integrados e motivados. Há muitas ações que se agarram na oportunidade que as datas comemorativas trazem como no Dia das Mães, quando a Studio Sol trouxe as mães dos funcionários para conhecer a empresa, no Dia dos Pais os pais receberam surpresa dos filhos e os funcionários homenagearam seus pais e a mais recente no Dia das Crianças, quando a Studio Sol propôs para seus funcionários refazerem suas fotos de criança. Nessas datas há também uma iniciativa de deixar o ambiente de trabalho no clima dessas datas, como no carnaval onde os funcionários foram convidados para ir trabalhar fantasiados. Eles aproveitaram também alguns virais da internet, como o fazer um mannequin challenge.

Há também uma comunicação externa que é voltada para o mercado, totalmente b2b, que visa conquistar novos parceiros e colaboradores. São divulgadas por exemplo, as ações de marketing interno, conquistas da Studio Sol e a boa relação com seus parceiros. Eles disseram para nós que não se preocupam muito em fazer uma comunicação focada em fazer com que as pessoas queiram trabalhar lá, pois quando os processos seletivos são abertos são recebidos centenas de currículos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *