Os limites da área FIFA

PAUTA +

Tema: Os limites da área FIFA

Integrantes: Eduardo Henrike, Tatiana Rezende, Thaís Choucair

Histórico e Resumo:

Diante da imposição da área FIFA durante os jogos, a percepção de que esses limites foram além dos kilometros estabelecidos, incomodou muita gente. O trânsito foi fechado, pessoas foram impedidas de circular, comércios de funcionar e tudo isso passou dos limites a partir do momento em que a polícia tomava decisões que ultrapassa os direitos humanos.

1. Circulação de pessoas
1.1 Retenção de pessoas:Citar que haviam barreiras de circulação de pessoas, quais eram os critérios, e acontecimentos que extrapolaram os limites.
2. Proteção das fronteiras – As barreiras policiais físicasDurante a Copa das Confederações, a Policia organizou barreiras para impedir as manifestações de chegarem na área FIFA.
2.1. ConfrontosPolicia agiu de forma constestável inúmeras vezes, o caso mais citado é quando houve a queda de uma pessoa do viaduto(Relato professor de Medicina)

2.2 Posicionamento da barreira policial

Durante as manifestações, o posicionamento da barreira foi modificado de forma estratégica.

2.3. Vigilância da Polícia – CâmerasPolícia utilizou prédio residencial na Av. Antônio Carlos com Abraão Caram para realizar vigilância, entrando, inclusive, no apartamento de alguns moradores.
Proposta da matéria:  O maior questionamento da matéria é como o poder público e a polícia pode estabelecer limites, mudá-los quando convém, e ao mesmo tempo invadir o direito do outro ou os limites do outro para cumprir seus objetivos (como entrar na casa de alguém sem mandato, impor barreiras fora da área fifa e impedir a circulação de pessoas e até mesmo  negar ajuda a quem está ferido). Dentro desses questionamentos, a matéria seria algo com um tema comportamental que faria uma analise do ponto de vista dos manifestantes da linha de frente e de um acadêmico, com relação aos limites impostos pelo Estado e como eles afetam e interferem na opinião e julgamento das pessoas.

Perguntas:

1 – Quais foram os limites estabelecidos pela área FIFA, originalmente?

2 – Quais limites e barreiras foram além da área FIFA ?

3 – Que tipo de direitos a polícia impediu que os civis tivessem durante os jogos?

4 – Qual a posição dos manifestantes com relação a mudança dos limites e barreiras?

5 –  Para o Acadêmico: Qual o conceito de limite?

6 – Para o Acadêmico:O que pode ter provocado em algumas pessoas, a sensação de perda de direitos?

7 – Para o Acadêmico: Por que algumas pessoas além de se incomodarem com os limites tentaram ultrapassá-los?

8 – Para o Acadêmico: Qual é a sua opinião sobre as manifestações, os limites que elas causaram e a ação do Estado em cima desses eventos?

9 – Para Manifestantes: O que incomoda te incomoda com relação aos limites que foram impostos?

10 – Por que arriscar e enfrentar os policiais para ultrapassar esses limites?

Recursos de linguagem:

Uso de textos, depoimentos,entrevistas, fotos de redes sociais e videos que o site BH nas ruas pode disponibilizar.

Links possíveis:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=558860937486569&set=pb.556386254400704.-2207520000.1378859302.&type=3&theater

Essa é otima, do lado de dentro da barreira. a menina conseguiu entrar (da imprensa)

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=558865317486131&set=pb.556386254400704.-2207520000.1378859302.&type=3&theater

Essa é do confronto que teve dentro da UFMG:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=558958490810147&set=pb.556386254400704.-2207520000.1378859302.&type=3&theater

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=558853317487331&set=pb.556386254400704.-2207520000.1378859302.&type=3&theater

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=558822420823754&set=pb.556386254400704.-2207520000.1378859302.&type=3&theater

Com uma fala de um policial:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=556681317704531&set=pb.556386254400704.-2207520000.1378859302.&type=3&theater

Video:

https://www.dropbox.com/s/rc36uvlnd84140n/MVI_5003.MOV

Video:

https://www.dropbox.com/s/19x29xiiyui68wi/MVI_5012.MOV

Mapa:

https://fbcdn-sphotos-h-a.akamaihd.net/hphotos-ak-prn2/v/1174573_450012045113411_69853516_n.jpg?oh=43e1478f11a2ff3733e7c06642812305&oe=5231CC5D&__gda__=1379055007_57338130bfaabc660fc78cc29df4fd5f

6 comments

  • Carla

    Olá meninos, nossa sugestão é que vocês tenham mais cuidado com a escrita, o arquivo está com muitos erros de formatação e ortografia como (Kilometros que é com “q”). O Tema é interessante, mas a pauta está construída de forma claramente parcial (a polícia é a vilã e os manifestantes os mocinhos com atitudes totalmente justificáveis pela situação). Vocês deveriam ter construído tal documento de forma que pudessem questionar essa questão e só assim, através da matéria, chegar a uma conclusão (por mais que seja a essa que pensaram).
    Grupo: Bárbara Nery, Camila Santos, Carla Resgala, Débora Vieira e Pedro Mol – Mídias e Linguagens

  • Aryanne Araújo

    Interessante a pauta. Traz questões relevantes para a compreensão dos limites da Zona Fifa em diferentes pontos de vista. Entretanto, ela está muito abrangente e não percebemos um foco, um norte, para executar a matéria.
    Aryanne Araújo, Gabrielle Cunha, Graziella Cintia, Raquel Siqueira.

  • Helio

    A pauta é interessante, porque muita gente não sabe o que é e até onde vai a área Fifa. Saber qual sua dimensão e quais medidas excepcionais são válidas em seu interior ajuda a dimensionar os excessos cometidos durante a Copa das Confederações.

    Com relação às fontes, me pergunto por quê não entrevistar um sociólogo ou especialista em direito. Não estariam estes acadêmicos mais preparados para falar sobre direitos, áreas de jurisdição e a relação entre a sociedade civil e o Estado? Além disso, por que não conversar com representantes dos bairros incluídos na área Fifa?

    Fica difícil pontuar, de forma equilibrada, o lado dos manifestantes, por serem tantos e diversos. O que qualifica as fontes apontadas a falarem pelo lado da população?

    (grupo Hélio Brandão, Louise Ferreira, Augusta Deluca e Elisa Carvalho)

  • Carlos d'Andréa

    Oi, grupo, temo ter que repetir o disse em outras conversas: a ideia inicial é interessante, mas, enquanto pauta, essa proposta me parece um tanto difusa. Além disso, vocês direcionam excessivamente algumas interpretações (por exemplo, “tudo isso passou dos limites a partir do momento em que a polícia tomava decisões que ultrapassa os direitos humanos”). O ideal é deixar que os depoimentos das fontes sinalizem isso, se for o caso.

    Vocês não indicaram nenhuma fonte no documento interno??

    Não está claro que vídeos são esses no Dropbox e as páginas no Facebook parece-me descontextualizadas. É imprescidível ativas os links (ninguém merece copiar e colá-los no navegador…)

    • Eduardo Henrike

      Links e nomes atualizados. As fontes já estavam no documento interno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *