Patrocínio na Copa: Implicação das regras de proteção às marcas na área FIFA

PAUTA +

[ Descrição do processo ]

Relatório de Pauta

Por: Lorena Calonge e Marjorie Zocrato

Tema: Implicações das ações de proteção firmadas com as marcas patrocinadoras da Copa do Mundo 2014 na vida de comerciantes e torcedores na área de segurança FIFA.

Histórico e Resumo:

A questão do patrocínio é de grande relevância no contexto da Copa do Mundo Brasil 2014. Os acordos firmados entre as marcas e a FIFA implicam em medidas que afetam o cotidiano das pessoas, especialmente as vivem ou trabalham nas denominadas áreas de segurança da FIFA.

Em Belo Horizonte, os moradores e comerciantes desses locais sofreram alterações em suas rotinas durante o ‘ensaio’ para a Copa do Mundo 2014, que foi a Copa das Confederações. É sobre essas alterações que a matéria irá tratar.

O controle de exposição de marcas concorrentes, em relação às das marcas patrocinadoras do evento, por exemplo, faz com que os estabelecimentos tenham que organizar sua sinalização e decoração de acordo com as normas da FIFA. Outras ações são voltadas para o controle da exposição das marcas nos estádios, como a fiscalização da presença de marcas concorrentes nas roupas dos torcedores e da visibilidade das marcas patrocinadoras nas filmagens dos estádios. Assim, existe toda uma dinâmica de normas em relação a esta questão das marcas e do patrocínio que pode ser explorada na matéria. Deverão ser exploraradas, sobretudo, as implicações destas normas sobre a rotina dos comerciantes locais e torcedores.

É preciso abordar também o lado dos patrocinadores e quais os detalhes dos acordos firmados com a FIFA, ações de proteção, como se dá a escolha, etc.

Para a escrita da matéria, é fundamental ter conhecimento sobre os seguintes aspectos: quais são as marcas patrocinadoras do evento, qual é a demarcação da área de segurança da FIFA em Belo Horizonte, quais são as principais ações acordadas entre as marcas e a FIFA para garantir as normas de proteção aos patrocinadores.

– Informações sobre as normas de proteção às marcas:

http://pt.fifa.com/worldcup/organisation/marketing/brand-protection/index.html

Guia para uso das marcas, áreas de restrição comercial, informações sobre atividades de marketing (proibidas e liberadadas), proteção dos direitos dos patrocinadores, informações sobre a área de restrição comercial (que pode ser usada pra localizar estabelecimentos sujeitos às restrições).

– Relação dos patrocinadores oficiais da copa:

http://pt.fifa.com/worldcup/organisation/partners/index.html

Proposta da matéria:

Diante do exposto, a sugestão é de que a matéria tenha como foco as situações que aconteceram com os comerciantes e moradores da área FIFA em decorrência das ações de proteção às marcas. É importante, assim, contextualizar a situação, a fim de expor a forma como se configuram as regras e normas da FIFA em relação aos patrocinadores e dar destaque aos casos, por meio de relatos de personagens, mostrando, assim, as implicações, ações práticas e a opinião das pessoas que vivem ou viveram a situação. É importante mencionar quais ações e eventuais medidas serão implantadas na área de segurança da FIFA ou mesmo em outras localidades, em decorrência das regras pré-estabelecidas e acordadas com os patrocinadores.

Para abordar ‘o lado das marcas’ tentar falar com algum ‘especialista’ no assunto, que saiba dizer como funciona essa questão das parcerias firmadas com os patrocinadores, se há algum tipo de notificação realizada pela FIFA aos comerciantes que atuem dentro da área FIFA em relação à obrigatoriedade de comercialização apenas dos produtos das marcas patrocinadoras, etc. Na pré-apuração: enviamos e-mails para as assessorias de comunicação de algumas marcas patrocinadoras oficiais ou apoiadores nacionais (Relação dos patrocinadores oficiais) e recebemos retorno do Itaú  e da Wise up (respostas obtidas por e-mail constam no documento: Fontes das pautas do especial “Viver e Trabalhar no Território Fifa”).

Perguntas para as marcas patrocinadoras:

– Como funciona a parceria firmada com a FIFA, quais são as imposições e os critérios exigidos pela FIFA para que uma marca possa patrocinar o evento?

– Quais são as medidas de proteção às marcas realizadas dentro da área de segurança da FIFA.

– Na área de segurança da FIFA, estabelecida em Belo Horizonte em torno do estádio do Mineirão, quais são as imposições aos comerciantes que vendam os produtos da marca e produtos de outras marcas concorrentes à do patrocinador? No caso de bebidas, por exemplo, somente a bebida produzida pelo patrocinador pode ser vendida?

– Há algum impedimento para que torcedores entrem no estádio com produtos de marcas concorrentes à do patrocinador? (quando se aplicar ao caso do patrocinador)

Perguntas para os comerciantes na área FIFA:

– Você foi notificado, de alguma forma, por representantes da FIFA?

– Durante a Copa das Confederações, sua rotina de trabalho foi alterada de alguma forma?

– Em caso positivo, quais foram as alterações?

– A partir de sua experiência durante os jogos da Copa das Confederações, você acredita que durante a Copa do Mundo, você terá mais benefícios ou prejuízos com o evento?

Perguntas para torcedores:

– Você foi notificado, de alguma forma, por representantes da FIFA ao comparecer ao estádio ou durante o seu deslocamento para os jogos?

– Alguma advertência foi feita a você no sentido de proibir uso ou divulgação de alguma marca comercial?

Fontes:

– Ver documento: Fontes das pautas do especial “Viver e Trabalhar no Território Fifa”

Recursos de Linguagem:

– Utilização de fotos dos locais em que aconteceram as situações que serão citadas na matéria.

– Inserção de box para abordar as normas que regem as ações de patrocínio citando que tipo de intervenções poderão ser realizadas  pelo comitê da FIFA de proteção às marcas patrocinadoras. Exemplos: os torcedores poderão ser barrados caso compareçam aos jogos com produtos de marcas concorrentes? Os comerciantes serão punidos caso estejam vendendo produtos de marcas concorrentes?