Studio Sol apresenta: Letras!

Na nossa terceira visita, fomos conhecer um pouco mais sobre o Letras e entender as estratégias de marketing atreladas a esse produto tão querido da Studio Sol. Quem recebeu a gente foi mais uma vez a Lívia Rios, analista de marketing, e o Bernardo Ruas, gerente de marketing.

 

O Produto

O “Letras” é um dos maiores sites de letra de música do Brasil(só em Setembro recebeu 79,1 milhões de visitas) e completa 14 anos esse ano. Assim como o Cifra Club, é uma plataforma colaborativa e conta com uma extensa gama de usuários que têm acesso às mais de 2,5 milhões de letras. Além disso, se ainda assim a letra que você procura não estiver por lá, você mesmo pode adicioná-la, além de fazer traduções e legendar os vídeos, contribuindo assim com outras pessoas que estejam procurando o mesmo.

 

Novo momento

O Bernardo contou pra gente  que o Letras está passando por um momento muito interessante. Por ser grátis e conter a maioria das músicas relevantes, as pessoas estão procurando o site também para consumir música. Por meio das rádios online disponibilizadas no site, ou das playlists de videoclipes montadas por uma curadoria especial, ele tem virado o player de mais e mais usuários.

Rádios

Percebendo esse padrão, a equipe passou a disponibilizar links de rádios como 98 FM de Belo Horizonte e Rádio do Rock de São Paulo, para que as pessoas pudessem ouvir dentro do Letras. Enquanto se escuta determinada música, é possível acompanhar sua letra, pois o site identifica qual track está sendo executada e automaticamente a exibe ao usuário.

 

Playlists

As playlisys presentes no site são montadas por meio da curadoria de especialistas. Elas são formadas por uma lista de clipes do youtube em uma ordem escolhida pelos curadores e aparecem ao lado das letras. Eles têm um cuidado especial com relação à ordem das músicas, para que exista uma modulação que torne a experiência mais agradável ao ouvinte. A Lívia contou que o ideal é ter sempre uma variação entre as tracks, sendo uma mais lenta, uma média, outra mais acelerada e assim por diante.

Existem playlists dos mais variados temas. Elas são pensadas para dar trilha sonora a ocasiões, momentos, sentimentos, ou relacionadas a datas comemorativas e acontecimentos atuais.

A usabilidade do site é bastante priorizada pela empresa. Ao começar a ouvir uma playlist, por exemplo, o usuário consegue continuar navegando normalmente.

 

Desafio

Ao contrário de alguns programas de streaming, o Letras não se utiliza de big data ou de análise de dados para perceber o perfil de determinado usuário e fazer recomendações a ele. Isso ocorre, devido a uma particularidade desse produto: ele é muito pouco usado logado.

Dessa forma, torna-se difícil identificar que se trata de um mesmo usuário acessando o Letras por meios diferentes, ou mesmo de outro usuário utilizando-se do mesmo ip. Sendo assim, toda a parte de recomendações e destaques do site é feita por meio de curadoria manual.

Para aprimorar essa tarefa, a equipe está começando a usar informações do que toca na rádio para ajudar na confecção das playlists. Eles consideram a rádio como um ótimo termômetro para medir o sucesso ou não de um música.

 

Foco nas Letras

Como não poderia deixar de ser, as letras de música ainda são prioridade no conteúdo do site. Antes mesmo de carregar banners ou o vídeo, é ela quem aparece em fontes bem grandes. Isso, inclusive, é um diferencial do Letras com relação ao Vagalume, seu concorrente mais expressivo..

Tanto o site quanto o app são responsivos e extremamente limpos, para que carreguem com facilidade  e cumpram com sua função principal que é mostrar a letra.

 

A marca

Como já mencionado, o Letras é um site que tem por objetivo principal ressaltar o conteúdo. Sendo assim, a Lívia e o Bernardo nos explicaram que o Studio Sol não tem a pretensão de fazer a marca desse produto aparecer mais do que seu conteúdo.

A relevância do site está ligada à música ou à letra pela qual o usuário procura. Ele não é visitado diariamente por causa da marca, mas sim por causa do que é procurado. Dessa forma, sua identidade e sua postura não devem ser muito fortes, mantendo-se o mais neutro possível.

O marketing da Studio Sol tem trabalhado um reposicionamento das marcas que está sendo finalizado agora em Outubro. De acordo com a equipe, a postura não deve mudar muito, a não ser por maior atenção na forma de falar com cada público específico. O Letras, no entanto, deve permanecer mais “genérico”, pois deve conversar com seu público extremamente eclético.

Ações de marketing

As ações de marketing do Letras são ligadas a oportunidade e parcerias. Nesse ano, eles fizeram uma parceria considerada super válida com a Cabify para o show do Ed Sheeran. A agência que trabalhava para a empresa de transporte procurou a Studio Sol e apresentou a seguinte ideia: oferecer uma experiência diferente para quem era fã do cantor. A ideia era que quem chamasse um cabify pra ir ao show do Ed Sheeran e cantasse um música do artista, com a ajuda do Letras, claro, ganharia um vale de 20 reais.

Essa proposta fez muito sentido para a equipe, pois é interessante que os fãs vejam o Letras como um lugar que está em dia com as novidades dos artistas. Eles acreditam que no momento em que a pessoa está consumindo música em um show ou em alguma outra situação, é a hora mais importante para a marca conversar com ela e fazer com que ela se lembre do site quando precisar de uma letra de música.

 

Ações Sazonais

Além das ações de oportunidade, a Studio Sol trabalha também com ações sazonais, como feriados e datas comemorativas.

No carnaval por exemplo, aconteceu a ação “vai de quem?”, que pegou autorização com os artistas para fazer um hot site no qual o usuário podia entrar, pegar um card de um artista e colocar seu rosto naquele corpo.

Na época de festa junina, foram feitas intervenções no site com bandeirinhas que se mexiam.

No dia dos namorados, foi a vez da ação “Crush ou mozão”, que consistia em um infográfico com currículo para solteiros e em um com informações legais sobre o casal.

É importante destacar, ainda, que para cada ação é criada uma playlist.

Usuários colaboradores

A equipe está trabalhando também em conversar melhor com os usuários que enviam letras ao site. Eles têm procurado formas de contactar essas pessoas de maneira mais relevante, pois perceberam a importância de fazer com que elas se sintam parte do Letras.

Para isso, eles começaram a enviar e-mails especiais para esses usuários. Convidaram pessoas para uma sessão de fotos e utilizaram essas fotos em e-mails de agradecimento, incentivo à contribuição e mostrando o alcance de uma contribuição já feita.

Nesse caso, é possível se utilizar de dados individualizados do perfil de cada usuário, já que este deve estar logado para que consiga contribuir.

O Google

Questionamos à equipe sobre o surgimento da exibição de letras de música no Google e de que maneira essa novidade tem afetado o  Letras. O Bernardo pontuou que obviamente não deixa de ser uma concorrência, mas que, no entanto, a pequena quantidade de letras brasileiras disponibilizadas pelo Google não chega a afetar tanto os acessos do Letras. Além disso, a letra não é mostrada inteira na procura.

Monetização

O Studio Sol mantém os sites  por anúncios. Eles não acreditam em modelos de cobrança do usuário, de assinatura, mas que a publicidade ainda consegue manter o conteúdo de graça para todo mundo.

Hoje em dia a grande maioria dos banners que vistos na internet são exibidos por mídia programática. O banner que aparece ali considera o histórico de navegação do IP do seu computador com suas pesquisas, interesses, etc. Ou seja, o google pega seus dados de navegação e tenta exibir o banner mais relevante possível para você.

A Studio Sol mapeia os espaços do site e o Google faz toda a operacionalização de qual banner colocar em qual lugar. O contato com a empresa anunciante é feito direto pelo Google, exceto em situações de projetos especiais.

 

Como funciona

O google recebe uma porcentagem, uma comissão. O Studio Sol delimita os espaços onde cabem banners e de quais tamanhos e o Google faz leilões para ver qual anúncio vai entrar. A cada momento aparecem banners diferentes, pois existem vários anúncios para entrar ali.

É possível que os anunciantes segmentem, definindo para qual público querem anunciar. Sendo assim, normalmente em cantores/letras famosas há o predomínio de anúncios de grandes marcas.

Para anunciantes pequenos que não são atendidos por uma agência de publicidade ou por designers para criar uma peça, o Google transforma um texto simples em banner, com um padrão determinado.

Quando não existe banner para entrar em determinado espaço, entram os chamados house, que são anúncios feitos pela própria Studio Sol sobre seus outros produtos.

Em resumo, pudemos observar que o marketing do Letras encontra-se focado na área de relacionamento com o cliente, na atuação em marketing de oportunidade e nas ações relacionadas à sazonalidade.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *