#TwitterTV As interações no Twitter sobre a segunda partida de futebol entre Atlético e Atlas pela Copa Libertadores da América

Por Gabriel Dutra, Laura Tupynambá e Rafael Rodrigues

A proposta do trabalho foi ancorada na análise das interações no Twitter, de uma transmissão audiovisual – no caso o segundo jogo pela fase de grupos da Copa Libertadores entre as equipes Atlas, do México, e Atlético Mineiro; utilizando ferramentas de visualizações interativas de rede como o site Flocker.

Durante a realização da atividade foram encontradas algumas dificuldades. A primeira a ser citada é relativa a tardia formação do grupo, o que comprometeu o tempo hábil para a execução da tarefa. Com a nova configuração do grupo de alunos, foi decidido que faríamos uma nova coleta de dados, baseada no jogo seguinte da copa libertados, descartando os dados anteriormente coletados pelo membro do grupo Gabriel Dutra relativos ao programa de estreia da nova temporada do reality show TUF.

A coleta foi feita no dia 15 de abril, iniciando por volta de 21h45 e se estendendo 15 minutos pós jogo, já no dia seguinte.O termo chave escolhido foi “galo”, tentou-se,também, utilizar o termo “atletico”, mas como no mesmo dia ocorreu um jogo com o Atletico de Madri, que monopolizou muitos os tweets até então, resolvemos focar no termo “galo”. É interessante saber filtrar o termo mais adequado, trazendo uma coleta mais relevante ao assunto.

No momento da nova coleta de dados, presenciamos algumas dificuldades técnicas referentes, principalmente, ao grande volume de dados envolvidos. Algumas informações foram, a princípio, esquecidas – como os prints dos principais twittes, o que foi posteriormente contornado após sugestões realizadas pelo professor e outros alunos, via comentários na postagem e em sala de aula.

Na realização da análise, encontramos dificuldades para identificar alguns usuários (como o perfil Fake do ex-presidente Alexandre Kalil), e também dedicamos tempo para discutir e perceber a presença e ausência de alguns termos na nuvem de tags em diversos momentos de movimentação da partida.

Por fim, a nossa última dificuldade foi referente a outra ferramenta de dados – Gephi. A princípio decidimos que iriamos utiliza-la para enriquecer os dados do trabalho. Mas dificuldades relativas a sua instalação impediu que o nosso primeiro objetivo fosse cumprido, porém acreditamos que não comprometeu em qualquer nível na execução do trabalho.

Outro dificuldade foi o site travar devido ao volume de tweets da partida. Conseguimos captar até os 32 minutos do segundo tempo , que até então registrava mais de 9 mil tweets.

Considerações Finais:

Apesar das dificuldades encontradas, acreditamos que o trabalho foi satisfatório. Conseguimos com algum sucesso conhecer novas ferramentas – o Flocker e, posteriormente, o Gephi – e analisar os dados por elas coletados, dialogando com a transmissão televisiva. A amostra de informações. As ferramentas foram interessantes para analisarmos um conteúdo específico sob uma outra perspectiva, mas requere aperfeiçoamento dos mecanismos da ferramenta para se tornar mais amigável ao usuário.

Equipe

Laura Tupynambá, Gabriel Dutra e Rafael Rodrigues 

Etapas desta publicação

Proposta  Produto 

2 comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *