#TwitterTV As interações no Twitter sobre a segunda partida de futebol entre Atlético e Atlas pela Copa Libertadores da América

Por Gabriel Dutra, Laura Tupynambá e Rafael Rodrigues

A proposta do trabalho é analisar as interações no Twitter, de uma transmissão audiovisual, utilizando ferramentas de visualizações interativas de rede como o site Flocker e o software Gephi.”Galo” foi o termo selecionado para coletar os dados e a análise.

Objeto de análise
Decidimos escolher a transmissão de uma partida de futebol por se tratar de um evento que pode gerar muita repercussão, envolvimento e dinâmica. Escolhemos o jogo entre Atlético Mineiro e Atlas do México pela Copa Libertadores da América 2015.A partida em questão foi realizada no dia 15 de abril, quarta-feira, às 22 horas,em Guadalajara no México, pela 5ª rodada da fase de grupos. A transmissão televisiva ocorreu  pelo canal aberto da Globo Minas e entre outras emissoras de canal fechado. A analise do presente jogo foi feita a partir da transmissão em rede aberta.

O Atlético-MG teve um início de campanha ruim na Libertadores, sendo derrotado foi derrotado nas duas primeiras partidas, inclusive uma delas pelo o próprio Atlas jogando em casa no estádio Independência. Mas o Galo mostrou poder de reação derrotando duas vezes seguidas o time do Santa Fé. Uma vitória fora de casa, diante o Atlas, seria importante para dar sequência na recuperação do time na competição.

Primeiro tempo (por volta de 20 minutos)

 

WordCloud


w1

 

NetWork

r1

 

Amostra de Tweets

 atletico_inicio

eusougalo_incio

marcosrocha_inicio

 

Pensando nisso, analisemos as imagens geradas a partir do Flocker em no momento de início da partida. O Atlético jogou mal, criou poucas oportunidades até que a equipe mexicana anotou o único gol, feito por Arturo González, aos 38 minutos do primeiro tempo.

Nota-se que o a expressão de destaque na imagem é a palavra “Galo”, uma vez que esta é a forma como os torcedores chamam a equipe informalmente. Além disso, a predominância de tal termo demonstra que os torcedores atleticanos utilizam mais o Twitter durante a partida do que os torcedores do Altas.

É possível notar também que, o perfil que sofreu mais interações neste período foi o fake do ex-presidente do clube Alexandre Kalil, mostrando sua influência nas redes sociais como sendo um hub, ou seja, um produtor de informação com maior repercussão que os demais. Talvez, seja possível dizer que ele é mais influente que o próprio perfil oficial da equipe.

Outro elemento de destaque notada na wordcloud é a hastag #euacredito. Tendo em vista o mal momento da equipe na competição os torcedores repetem o coro cantada inúmeras vezes no estádio desde que ela foi criada, na temporada de 2012, quando, o Atlético Mineiro superou situações ainda mais difíceis que esta e ainda assim se consagrou campeão da América.

Expressões”deles”, apesar de estar destacada na nuvem do primeiro tempo da partida, pode-se entendê-la como de menor importância analítica, tendo em vista que a primeira diz respeito à cor do uniforme que a equipe adversária jogou. A segunda, acredita-se que se encontra devido ao fato de ser um pronome utilizado para referir à características do time adversário, então é natural que apareça com maior frequência entre os comentaristas de redes sociais.

Interessante notar a palavra “branco” entre as palavras mais citadas na nuvem de palavras, fazendo referência ao uniforme reserva do Atlético-MG de cor branca. Uniforme este que não é muito bem quisto pelos torcedores alvinegros, devido a um histórico negativo em partidas que este uniforme foi utilizado.

Gol do Atlas (por volta de 38 minutos)

Wordcloud

w2

Network
r2

Amostra de Tweets

atletico_gol

andre-gol

canalgalo_gol

Como foi dito, aos 38 minutos da primeira etapa, Arturo Gonzales. O time mineiro não vinha jogando bem e o goleiro Victor ganhou destaque entre as palavras utilizadas nos tweets. No momento em que o placar foi aberto, a hashtag “#galo” ganha destaque. Supõe-se então que pessoas que não necessariamente acompanhavam a partida tweetando passaram a dar conta do jogo após um acontecimento importante na partida. Nota-se também que alguns palavrões aparecem na nuvem, demonstrando a insatisfação dos torcedores atleticanos. O nome do time mexicano também ganha destaque, uma vez que eles anotaram o gol.

Curioso também é notar que a expressão “deles” segue como uma das mais utilizadas, fazendo-nos supor que o comentário sobre a partida no Tweeter é quase que permanente durante a partida. Outra curiosidade é a ausência da palavra “gol”, uma situação inesperada, uma vez que se presume que a palavra seria utilizada mais vezes em função dos comentários a cerca do ocorrido. Vale observar também a predominância das expressões em português sobre as em espanhol, característica que demonstra a maior interação dos torcedores brasileiros sobre a dos mexicanos.

Olhando para a rede de interações, nota-se a sobreposição de perfis criados por torcedores em detrimento da figura de Alexandre Kalil. Há uma maior identificação pelos comentários gerados por seus iguais do que por algo institucional propriamente dito. Enquanto o perfil oficial do Atlético Mineiro vira alvo de citações, uma vez que este toma destaque em função do parcial fracasso da equipe no primeiro tempo.

Intervalo

Wordcloud

w3

Network

r3

Amostra de Tweets

zeca1908_segundo

zeca1908_intervalo


No momento em que se supõe maior intensidade de tweets, o intervalo não apresenta grandes alterações nas wordcloud. Nota-se a presença de @miltonneves, jornalista e comentarista. Desta forma, supõe-se que os comentaristas das redes passam a interagir com os comentaristas que se posicionam também como um hub de informações no Tweeter. Além disso, palavras como “acorda” e “virar” começam a aparecer timidamente, como reflexo da esperança da torcida atleticana.

Nas redes, é nítido o aparecimento de um outro ponto forte de interação o perfil @HeroeDeFiccion utiliza a palavra Galo em outro contexto e aparece na imagem com certa força. Entretanto, os que tem mais interação durante o intervalo, são os mesmos do primeiro tempo.

Segundo tempo (por volta e 25 minutos)

 

Wordcloud

w4

 

Network

r4

Amostra de Tweets

canalgalo_finall

fredkong_final

Visando uma reação, Levir Culpi optou por uma saída ofensiva e mandou Guilherme e Cárdenas a campo, mas os dois não resolveram o problema na criação. Depois dos 35 minutos, o time até teve alguns lampejos, mais na base da raça do que na técnica. O galo deixou para decidir seu futuro na competição na última rodada do grupo.

Durante o segundo tempo, foi observado que a nuvem não sofre grandes alterações. Mantêm-se as palavras de baixo calão, as expressões “virar”, “acorda” e a hastag “#euacredito”. isso demonstra a semelhança que houve no baixo rendimento da equipe entre o primeiro e o segundo tempo.

As interações se multiplicam em torno dos hubs atleticanos e, por volta dos 32 minutos, o Flocker travou, devido a grande quantidade de tweets em torno do tema. Nota-se até então, embora se faça praticamente ilegível a imagem gerada pelo site, ela é important para notar a quantidade de twwets isolados com a as palavras pesquisadas. É possível observar uma série de mensagens com pouca interação, mas que compõem um mosaico do que é comentado fora dos grandes pontos convergentes de informação.

Fim de jogo

 

Wordcloud

w5

Network

r5

Amostra de Tweets alexandrakaleil_final_2

gabi_iintervalo

catleticomg_final

Considerações finais

Com a derrota da equipe brasileira, ocorreu no Twitter uma onda de comentários que seguiam a lógica geral da partida após o gol do time estrangeiro. É possível perceber pela nuvem de Tags o destaque para as menções com críticas às atuações de alguns jogadores, bem como às decisões e ações tomadas pelo técnico Levir Culpi. Percebe-se, também, a presença de palavras com tom negativo em relação ao desempenho insatisfatório apresentado pelo Atlético Mineiro.

Equipe

Laura Tupynambá, Gabriel Dutra e Rafael Rodrigues 

Etapas desta publicação

Proposta  Desenvolvimento 

10 comments

  • Carlos d'Andréa

    oi, dupla,

    seguem alguns comentários pontuais:

    Todas as analises são com os dados coletados com a palavra galo?

    A imagem 1 é um print tirado em que momento do 1o tempo? e do 2o tempo?

    Não seria o perfil fake do ex-presidente Kalil?

    Insiraram prints e links de tweets relevantes!

    A expressão “deles” não seria uma parte de “pra cima deles”?

    Quando o Flocker travou, quantos tweets tinha sido coletados?

    Item “Fim de jogo” incompleto.

    • Gabriel Dutra

      – A imagem 1 do flocker é por volta dos 20 minutos do primeiro tempo e a do segundo por volta dos 25 minutos do segundo tempo.
      – Sim, é o perfil fake do ex-presidente Kalil.
      – Prints inseridos
      – A expressão “deles” vem sim da expressão ” vai pra cima deles galo” e também de alguma outra situação em que foi mencionada.
      – Quando o Flocker travou havia mais de 9 mil tweets, que foi por volta dos 32 minutos do segundo tempo.

  • saulogargiulo

    Tudo bem?

    Achei interessante a proposta do grupo. Sobre o perfil de Alexandre Kalil ter mais interações que o perfil oficial da equipe se relaciona, em parte, com o que observei no meu trabalho. Um tuite apenas pode ter repercussão maior, que talvez toda a ação de mídia do perfil oficial durante a transmissão. No meu caso em particular ficou discrepante as interações que um tuite teve.

    Sobre o número de hubs durante o jogo me pergunto se não seria uma característica do usuário, ao assistir o jogo retuitar o que amigos e colegas postam sobre futebol. O conteúdo das mensagens me intriga, pois nem sempre são texto pensados e bem elaborados para “bombar” na rede. Pelo contrário parece que quanto mais espontâneos, mais reboliço causam, impressão minha claro.

    Outro aspecto interessante é que no intervalo, a nuvem de tuites não muda muito. Coisa interessante já que nesse exato momento eu, pelo menos, esperaria muito “rebuliço” na rede.
    Abraço.

  • Mariana Gonzaga

    Achei a análise interessante, mas senti falta de algumas imagens de tweets para ilustrar o que foi percebido nas wordclouds.

  • João Vítor Marques

    Olá, pessoal,

    Gostei bastante do trabalho de vocês, especialmente nas observações sobre as nuvens de palavras.

    Senti falta de três coisas:

    – Tweets para ilustrar as interações;
    – Análise de outros momentos importantes do jogo, como vocês fizeram na hora do gol. Claro que foi apenas 1 x 0, mas não teve nenhum outro lance que desencadeou reações no Twitter?
    – @foxsports_br e #libertadoresfoxsports aparecem nas nuvens de palavras. Por mais que seja em tamanho menor, talvez fosse interessante vocês pelo menos citarem essa presença, uma vez que isso mostraria a relação Twitter-Transmissão pela TV.

  • Gabriela Freitas

    Olá! Também senti falta print dos tweets para ilustrar os pensamentos do pessoal. Também imagino que seria legal uma analise quantitativa dos tweets, pra entender o quanto eles foram maiores (ou não foram?) no momento do gol.

  • Carlos d'Andréa

    oi, pessoal,
    vocês têm mais alguns grafos para ilustrar? O trabalho ficaria menos focado nas nuvens de palavras…

    • Gabriel Dutra

      Inseri tweets relacionados e grafos do network para ilustrar melhor os momentos do jogo, mas infelizmente os grafos do network não estão muito visíveis e não chegamos a captar a tela do ranking dos tweets.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

WP-SpamFree by Pole Position Marketing