1

#TwitterTV Análise de um capítulo da novela Babilônia

Aluno: Saulo Gargiulo Gonçalves.

Universidade: Universidade Federal de Minas Gerais.

Professor: Carlos d’Andréia.

Monitor: Luis Garrocho.

RESUMO: Análise das relações intermidiáticas no twitter, do capítulo 28 da novela Babilônia, da Rede Globo de Televisão. A novela vem causando muita polêmica devido a uma certa “afronta” a valores tradicionais brasileiros. Como família, casamento e amor. Abordando por exemplo temas controversos da nossa cultura como prostituição, traição, vício em sexo, homossexualismo e racismo Até o momento, a única novela a trazer uma cena de beijo lésbico, encenado por duas mulheres da terceira idade. Mesmo em horário nobre a audiência de Babilônia vem despencando desde então.

A ideia ao analisar determinadas palavras e os contextos, em que se inserem, no twitter, pode trazer algumas reflexões não somente da relação direta entre a o capítulo e a rede social, mas também entre os valores difundidos no produto televisivo, e a forma que os usuários dessa rede estão respondendo ao que é exposto. Além de definir, mesmo que superficialmente, algumas características desse usuário brasileiro.

SOBRE A NOVELA: A novela Babilônia é de autoria de  Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes Brag. A novela é exibida no horário nobre da Rede Globo, “”novela das nove”, sendo exibida, na realidade por volta das dez horas da noite. As produções televisivas da emissora para esse horário, tradicionalmente apresentam maior audiência que as outras da programação, e da própria televisão brasileira.

A novela estreou dia 16 de março de 2015, substituindo a novela Império.  Integram o elenco atrizes renomadas como Camila Pitanga, Gloria Pires, Adriana Esteves, Thiago Fragoso,Gabriel Braga Nunes, Marcos Palmeira, Fernanda Montenegro, Nathalia Timberg, Cássio Gabus Mendes, Arlete Salles, Maria Clara Gueiros, Thiago Martins, Chay Suede, Bruno Gagliasso, Bruno Gissoni e Sophie Charlotte.

A história se passa na cidade do Rio de Janeiro em 2015. Começa com o reencontro de duas amigas de adolescência, a arquiteta, milionária de sucesso, Beatriz Amaral (Glória Pires) e uma advogada falida, que não se conforma com a necessidade financeira (Adriana Esteves). Personagem que gastou a maior parte de sua herança com luxos e futilidades, trai o marido devido a uma fome de sexo incontrolável. Beatriz é ninfomaníaca.

Murilo (Bruno Gagliasso). Cafetão,  envolvido com tráfico, que esconde da própria família sua criminalidade, se envolve com Alice (Sophie Charlotte), filha de Beatriz Amaral, ludibriando a garota para atraí-la para a prostituição.

Estela Marcondes (Nathalia Timberg), mãe de Beatriz Amaral, e avó de Alice,  vem de uma família rica e tradicional, reprimiu por muitas décadas a sua homossexualidade.  Ela escandalizou a sociedade conservadora da época, há trinta e cinco anos na trama, quando, se divorciou do marido, pai de Beatriz, e assumiu um romance lésbico, tendo ido viver junto com sua amada, Teresa Petrocheli (Fernanda Montenegro), uma das maiores advogadas do Brasil. Ambas Teresa e Estela que protagonizam o polêmico beijo lésbico.

POLÊMICA.

Devido ao cúmulo de temas controversos na trama, em especial a relação homossexual, encenada pelas atrizaes Fernanda Montenegro e Nathalia Timberg. A audiência da novela vem caído drasticamente. No primeiro capítulo contava com 33 pontos no IBOPE na Grande São Paulo, chegando a marcar na semana do dia trinta de abril média de 19 pontos, bem abaixo da média comum das produções globais do mesmo horário.

Boicotes a novela podem justificar queda de audiência. O deputado federal João Campos, líder da Frente Parlamentar Evangélica do Congresso Nacional emitiu uma nota de repúdio ao beijo protagonizado por Fernanda Montenegro e Nathalia Timberg no primeiro capítulo, convocando os evangélicos a boicotarem a novela e não consumirem os produtos anunciados durante o programa. O senador Magno Malta publicou mensagens contra a novela no Facebook e WhatsApp . Silas Malafaia foi outro que manifestou indignação a respeito da “imoralidade” presente na trama.  Já o pastor e Deputado Federal Marco Feliciano, defendeu o boicote a patrocinadora da telenovela.

Mesmo com a pior audiência em  em 50 anos.  e com críticas ao casal homossexual, o coautor Ricardo Linhares afirma que a trama seguirá como foi planejada desde o início. O autor busca a aceitação, em relação ao casal homossexual.

ANÁLISE DAS RELAÇÕES INTERMIDIÁTICAS.

Inicialmente, escolhi algumas palavras que pudessem apresentar interações interessantes, durante a exibição do capitulo da novela Babilônia, exibida dia 16 de abril, de das 22h as 23h. Os termos escolhidos foram “homofobia”, “preconceito”, “novela”,”família”, “#Babilônia”, e alguns nomes de atrizes da trama como “Fernanda Montenegro” e “Nathalia Timberg”. O software utilizado foi  a plataforma online de monitoração no twitter,  Flocker.

Nos primeiros dez minutos de novela, notei um crescimento muito tímido dos termos pesquisados. s. Nesses primeiros minutos de transmissão o crescimento de todos, em relação ao número de tweets , retweets, e menções, foi muito semelhante, exceto o nome das atrizes que descartei aos 20 minutos de monitoração, devido ao quase nulo número de interações, e o termo homofobia, que evitei descartar mesmo com pouquíssimas interações, pois notei que os tweets com essa palavra eram majoritariamente em espanhol, o que é não foi bem o que esperava com o termo.

Entre 20 e 30 minutos de monitoração  se deu um aumento significativo de  interações, envolvendo  os termos “novela”, “#Babilônia”, “preconceito”, “familia”.

Como pode ser visto nas imagens abaixo.

#Babilônia

#Babilônia aos 20 minutos de monitoração.

“novela”

novela  entre 20 e 30 minutos de transmissão

“preconceito”

"preconceito" entre 20 e 30 minutos de transmissão.

“familia”

"família entre 20 e 30 minutos de transmissão"

Nesses primeiros vinte minutos de transmissão, notei que o termo homofobia é majoritariamente usado no twitter, até aquele momento, por perfis em espanhol.As interações apresentaram crescimento  constante, mas maismais lento que as demais palavras.

A monitoração das palavras, “familia” , “novela”,travou por  volta dos 30 minutos de busca.  No decorrer do resto da transmissão, tentei reiniciar a busca por esses termos, tentando até mesmo apagar as interações já registradas. Porém não obtendo sucesso em continuar a trabalhar com essas palavras, resolvi ficar apenas com o que já havia sido monitorado, representando pelas redes de interações apresentadas acima.

A busca pela “#Babilônia” também foi interrompida pelo Flocker, aos 40 minutos de transmissão (pouco depois da metade do capítulo da novela). Tentei continuar e recomeçar, mas também sem sucesso. A última rede captada está representada abaixo:

babilonia 2230

Dado ao problemas técnicos enfrentados, apresentarei, primeiramente, as análises desses três termos pesquisados. Sobre a palavra “novela”. É grande o número de críticas a novela global Babilônia. Foi muito recorrente expressões como “Lixo de novela”.  Abaixo temos um print que exemplifica:

critica a babilonia familia babilonia

O termo “novela” foi usado, em conjunto com #Babilônia,  o que não é necessariamente grande revelação. Porém é interessante ao observar a rede interações, pois percebemos, que tuítes oficiais da Globo são mais retuítes que o perfil @somenterecord, este porém  recebeu mais menções e menos tuítes. Sendo o usuário @Lizz Snchz, o perfil com mais interações.denotando assim, mesmo que superficialmente, que o usuário do twitter não se prende tanto aos perfis tidos como “oficiais”. Estaria ele atentando mais para um conteúdo de seu interesse, do que a credibilidade propriamente dita. A resposta creio que ficará nítida quando abordarmos o resultado da busca pelo termo “preconceito”.

Já “familia” apresentou tuítes pouco relacionados a novela, como podemos ver na lista de palavras relacionadas ao termo, na “Nuvem de palavras” criada pelo Flocker. O tamanho do termo na arte representa sua frequência nos tuítes.

nuvem familia 2156

 Ao contrário do esperado, acreditei que “familia”, durante a transmissão, estaria ligada fortemente a novela, sendo tuitada em críticas a transmissão, visto a tentativa de boicote da parcela conservadora brasileira. “familia” está sem acento intencionalmente, quis observar, com isso, se há grande preocupação do usuário com a gramática em seus tuítes. Mas o resultados, como podem ser observados na nuvem, são de fato pouco conclusivos, e a maioria das palavras parece ter pouca ligação com o termo monitorado.

Algumas palavras em espanhol, devido ao correspondente ao termo na língua não carregar acento agudo no “í”, alguns pronomes, hashtags pouco significativas para a análise em questão, como “#starwarscelebration”, palavras como “bieber”, “justin bieber”. A presença do nome do cantor teen  faz alusão a “familia” como termo usardo por artistas, ao tentar uma maior comunhão e senso de unicidade dos fãs chamam-nos de família. No entanto, em relação a novela Babilônia, o  termo se mostrou pouco conectado.

Chegamos, então, a “#Babilônia”, produzida pela própria Rede Globo.Suspeito que tal informação tenha pouca relevância, devido a basicamente ser o nome do produto televisivo, precedido de hashtag(#). Independente de autoria, ao lado de “preconceito”, foi o termo que mais rapidamente gerou interações. As mais comuns são relacionadas a críticas a novela, chamando-a de enjoada ou chata, outras, comentando as polêmicas do enredo, como “Regina” e “Cristina”, duas personagens que possuem uma rixa na história.

O termo “vagina” me chamou a atenção na nuvem de palavras da “#Babilônia”. Provavelmente associado ao casal lésbico formado por Beatriz e Teresa. Palavras como “tradicional”, “casal”,”velha”,família” e “pecado”, escancaram visualmente que a polêmica entorno do casal é enorme, e que a população brasileira, que tem conta ativa na rede social, está se posicionando, majoritariamente, contra.

nuvem babilonia 2230

 Discorrerei sobre o observado geral sobre “homofobia”, deixando a análise de “preconceito” por último, por ser a mais surpreendente. Homofobia não apresentou, como já mencionado, aumento no volume de tuítes postados, a maior parte nada tinha haver com a novela. Sendo o mais retuítado um post de militância, em espanhol. Isso me permite concluir que a novela pouco interfere no termo, e nos valores que ele carrega, pelo menos neste dia específico, e nesse espaço da web.

Cheguei a tentar “lesbofobia”, procurando uma relação mais direta com o casal da trama. Nada  foi rastreado pelo flocker, e me arrisco a dizer, dado também a não relação de “homofobia” com a novela, que “lesbofobia” não foi encontrada pelo uso, quase nulo, da palavra no twitter.

Suponho, então, que o brasileiro está mais acostumado ao uso dessa terminologia, atrelada, por essência, a causas políticas, e de militância por garantia de direitos humanos.

Preconceito e o usuário “br”, “hue”, “da zuera”

Não esperava de forma alguma, ter que abordar neste trabalho a má fama do usuário de internet brasileiro, possui mundo afora. Ma,s o resultado da busca do Flocker, por “preconceito” na rede social, em dado momento foi tão discrepante, que sou obrigado a registrar aqui, mesmo empiricamente, que a sede por humor do brasileiro na web é maior que sua necessidade por militância de qualquer tipo.

As palavras “br”, “hue”, “da zuera”, há mais de um ano já fazem parte do vocabulário da web. Ser  “da zuera”, significa fazer humor de qualquer tipo, em excesso e sem limites. Já “hue” faz alusão ao riso,  é uma forma de comunicar ao outro a risada no meio virtual, semelhante ao “shashash” e “kkkk”, fácil compreender a origem, se pensarmos nos sons de gargalhadas. São onomatopeias. E “br” quer dizer o óbvio, é “brasileiro”. Logo quer dizer que não é tão sério, comprometido, educado, bem intencionado, e claro “da zuera”.

 Desde o início, o termo “preconceito”,  contou com relativa repercussão como observado na rede abaixo. muito descentralizada, tendo como usuário de maior significância,  o @bobeiradecanal, sendo consideravelmente mencionado e retuitado. Mas até um perfil “da zuera” entrar em cena  por volta dsa 22h e 50min.

Esse perfil se chama “luscaspfvr”, que tuitou o seguinte”nos kardashians sofremos muito preconceito por ser lindas e ricas”.  A palavra “preconceito”, durante toda a monitoração, teve mais de 600 interações. O boom se deu, literalmente, depois desse tuite. Como observado abaixo, “luscaspfvr” é, sozinho, responsável por quase metade das interações.

tweet do lucas

Confira o  perfil “br”,”hue”, “da zuera” que causou tanto reboliço.

PERFIL LUCASPFVR

O único termo que consegui monitorar, até o fim da transmissão, sem dificuldades,  além “preconceito”, foi “homofobia”. Enquanto o post “da zuera” deu origem a 272 interações,  o mais retuitado em “homofobia” gerou apenas 8 interações. Confira abaixo.

RETWEETS HOMOFOBIA

Rede de interações antes do tuite de “luscaspfvr” às 22h e 52 min.

preconceito 2252

Ampliada em “lucaspfvr”  às 23 h e 6min (13 minutos de diferença da imagem anterior).

preconceito 2306

Comparemos as nuvens de palavras antes e depois “da zuera”

Antes às 22h 38min :

nuvem preconceito 2238

Depois ás 23h e 07min:

nuvem preconceito 2307

A nuvem “antes” liga “preconceito”  mais a luta por direitos humanos, e, contra a discriminação do que a segunda “nuvem”. Nessa, observamos os tamanho discrepante das palavras do tuíte de “luscaspfvr”. Nitidamente o perfil ganhou o maior espaço.

Twitter oficial da Globo durante a Transmissão.

O twitter oficial da Globo, durante a exibição do capítulo 28 da novela, publicava insistentemente posts relacionados a cada cena, seja na tentativa de instigar o espectador, ou de manter a atenção na trama. Por volta das 22h, o segundo tuíte mais retuitado é de autoria da própria Globo( O primeiro da imagem abaixo ):

postagem globo 2

postagem globo

A emissora, no decorrer de toda a exibição do capítulo, buscou através de diferentes estratégias, a repercussão positiva da novela. Lançando perguntas retóricas ao enredo, e o que particularmente me causou mais surpresa, até mesmo alguns memes sobre a trama foram postados pelo twitter oficial da Rede Globo.  

postagem globo 3

As hashtags mais utilizadas pelo perfil da Globo foram #SurpresaBabilônia, #BabilôniaCAP28, #Babilônia. Dependendo da cena que acabou de passar na telinha temos algumas hashtags com o nome dos personagens, testei algumas, mas a plataforma Flocker começou a travar com novos termos.

REFLEXÕES.

Cometi alguns erros básicos na monitoração, causados pelo excesso de tarefas que me propus a fazer no momento: produzir material visual para análise, observar rede de interações, nuvem de palavras, e claro assistir ao capítulo da novela. Me esqueci de anotar algo básico, como o número de menções, e retuites de cada palavra, o que com certeza traria mais riqueza à análise.

Minha estratégia par usar o Flocker pode não ter sido tão compatível com as limitações próprias da plataforma. Imagino que se tivesse optado por apenas três palavras, para busca, a ferramenta poderia ter funcionado exemplarmente. Experiência aprendida.

Achei um pouco irônico, a própria emissora que produz a novela não atingir a repercussão que um um único post de humor. Mesmo com a intensa postagem, e variedade de estratégias que captei da Globo. Me parece que o brasileiro, pelo menos nas redes sociais, valoriza mais o entretenimento amador, como o humor de uma postagem, do que aquilo que normalmente já está acostumado (novelas da globo).

Algumas questões levantados pelos colegas, sobre o a análise, também merecem nota. A polêmica da novela nas redes pode ter diminuído, já que tem algum tempo que o beijo aconteceu. Com certeza, se a monitoração tivesse sido feita no dia do beijo entre as duas atrizes, a rede teria apresentados interações mais dinâmicas.

A escolha dos termos podem também ter sido menos imparciais do que imaginei, devido a procura pelo “polêmico” na novela. As nuvens de palavra poderiam ter trazido termos mais importantes para monitoração que, talvez, uma seleção prévia.

Por fim as nuvens de palavra, por mais ricas as interpretações, acredito que devem ser observadas com cuidado e com imparcialidade. Pois se a olharmos já procurando determinado valor, podemos facilmente negligenciar o resto da informações, afinal dar visibilidade a algo também é invisibilizar o restante.

Equipe

Saulo Gargiulo Gonçalves

Etapas desta publicação

Proposta

6 comments

  • Carlos d'Andréa

    Uma questão importante nesse tipo de coleta é estar atento ao que está acontecendo especificamente no dia do capítulo, pois não necessariamente as polêmicas iniciais em torno da novela vão continuar rendendo debates…

    Interessantes dados sobre ironia e perfis oficiais.

    Coloque uma imagem no topo do post, ok:?

    abs

    • saulogargiulo

      Imagem colocada professor. E, realmente, durante o trabalho algumas questões sobre os “perfis oficiais” apareceram. Questionamentos que necessitariam de estudos mais prolongados e aprofundados. Uma delas seria se a forma como “institucionalizamos” o uso das mídia sociais, em comunicação, realmente atende àquilo que nos propomos a realizar em cada ação na rede. E se podemos medir nosso “sucesso” ou “fracasso”, enquanto comunicólogos, apenas pelo número de curtidas, compartilhamentos, menções ou retuitadas.

  • Gabriela Freitas

    Olá! Fiquei pensando se as hashtags que você usou no monitoramento (família, preconceito etc.) não teve grande explosão por esta polêmica já estar saturada. Lembro que na época que teve o primeiro beijo das atrizes, todos os veículos de mídia abordaram o tema, e talvez o pessoal não sinta necessidade de comentar mais por já ter sido exposto e discutido demais. De qualquer forma, deu pra ver que a fama da novela ainda está nesse tema, como dá pra perceber pelos tweets negativos que você postou; todos os outros assuntos da novela aparentemente não importam perto da polêmica que ainda incomoda muita gente.

    • saulogargiulo

      Pensei nisso também Gabriela! Se o “rebuliço” na rede seria diferente, em decorrência do tempo que o famoso beijo ocorreu. A novela em si é bastante polêmica. No meu ponto de vista, acho que o beijo entre as atrizes pode até mesmo ter eclipsado outros aspectos como prostituição, traição, vícios sexuais. Mas, acho insuficiente a análise de apenas um capítulo para se ter um panorama geral de como a série está sendo tratada no twitter. Afinal são seis capítulos por semana. Seria muito interessante monitorar em tempo real o capítulo do polêmico beijo, e compará-lo com o que acompanhei. Creio que renderia análises muito interessantes.

  • Luís Felipe Garrocho
    Luís Felipe Garrocho

    Saulo, acredito que a imagem no topo do Post que o Carlos mencionou é aquela pra colocar em “post formats”. Pra você adicionar uma imagem de Header no slider e aparecer na home também.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

WP-SpamFree by Pole Position Marketing